F1: Agora ex-Alfa Romeo, Sauber deve divulgar nome da equipe para 2024 esta semana

Chefe do time suíço confirmou ainda que lançamento do carro de 2024 será no Reino Unido devido ao novo parceiro comercial

Valtteri Bottas, Alfa Romeo C43

Valtteri Bottas, Alfa Romeo C43

Erik Junius

Após o fim da parceria com a Alfa Romeo, o nome Sauber vai voltar a integrar o circuito da Fórmula 1. E segundo o chefe da equipe suíça, Alessandro Alunni Bravi, conheceremos já nos próximos dias como será a nova denominação oficial do time de Hinwil.

Além disso, Bravi confirmou que a Sauber vai quebrar a tradição em 2024, lançando o carro da temporada no Reino Unido em vez de sua base na Suíça ou em locais como Áustria e Alemanha, devido às parcerias recentes.

Leia também:

Presente no Autosport Awards no último final de semana, Bravi falou sobre o novo momento da marca: "Em 10 de dezembro, assim que a FIA publicar a lista de participantes [da F1 2024] vamos anunciar o novo nome da equipe".

"Acho que será uma surpresa e mal podemos esperar para iniciar essa fase com nossos novos parceiros. Acho que teremos uma abordagem nova em termos de comunicação e marketing. Além disso, vamos lançar o carro aqui no Reino Unido".

A Sauber terá um novo nome em 2024 após uma parceria de seis anos com a Alfa Romeo, sendo cinco destes competindo com a denominação da marca italiana.

"Neste ano, concluímos nossa parceria de sucesso com a Alfa Romeo. E, para 2024, claro, teremos um nome diferente. Como vocês sabem, o nome também depende de uma parceria comercial estrangeira. Não queremos divulgar mais nada hoje".

A Sauber entrará em sua nova era em 2026 como uma equipe oficial da Audi, mas Bravi confirmou recentemente que a marca alemã não estará presente no carro antes disso.

A Alfa Romeo fez apenas 16 pontos neste ano, terminando em nono no Mundial de Construtores pela segunda vez nos últimos três anos, após ter sido a sexta colocada em 2022. Questionado sobre as mudanças que serão vistas no Grupo Sauber, Bravi disse:

"Claro, estamos trabalhando duro no processo de transformação. Ainda somos uma equipe pequena, independente, mas o desafio é grande, estamos trabalhando para desenvolver todas as áreas. Cada departamento, não é apenas uma questão de tamanho, e sim de encontrar as pessoas corretas. Como Sir Jackie Stewart diz, as pessoas são fundamentais".

"E o desafio mais difícil para nós é identificar os melhores profissionais e o processo correto. Então, o desafio é grande. Podemos conseguir as pessoas, mas não temos como comprar mais tempo e estamos cientes disso. Acho que gerenciar as expectativas será uma das maiores demandas".

FRENTE A FRENTE COM WOLFF: Bastidores da entrevista exclusiva com chefe da Mercedes no GP do Brasil!

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Leclerc deve renovar com Ferrari até 2029, diz imprensa italiana
Próximo artigo Verstappen explica por que não fala de F1 com Piquet

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil