F1: Bottas diz que Russell criou "uma teoria e tanto" sobre batida em Ímola

Finlandês da Mercedes respondeu a acusações feitas pelo piloto da Williams sobre uma defesa excessiva de posição

F1: Bottas diz que Russell criou "uma teoria e tanto" sobre batida em Ímola

O incidente entre George Russell e Valtteri Bottas é o grande assunto do GP da Emilia Romagna de Fórmula 1 deste domingo. E após o piloto da WIlliams sugerir que Bottas teria agido diferente naquele momento se fosse outro piloto, o finlandês rebateu a declaração de Russell, chamando de "uma teoria e tanto".

Bottas e Russell se envolveram em uma forte batida neste domingo em Ímola na chegada à curva dois, quando lutavam pela nona posição. O piloto da Williams se aproximava rapidamente na reta e se moveu para a direita para tentar ultrapassar, mas acabou perdendo o controle do carro.

Leia também:

A Williams de Russell foi para a esquerda e acertou em cheio a Mercedes de Bottas, causando danos significativos aos carros de ambos, deixando detritos na pista e causando uma bandeira vermelha.

Os dois pilotos rapidamente apontaram a culpa no outro, com Russell dizendo que Bottas quebrou um acordo de cavalheiros sobre movimentos pequenos sob alta velocidade.

Russell também questionou porque Bottas fez uma defesa tão agressiva pela nona posição, dizendo: "Talvez, se fosse outro piloto, ele não teria feito isso. Foi o que passou pela minha cabeça".

O britânico é frequentemente apontado como um possível sucessor de Bottas na Mercedes, talvez já em 2022, já que ele é parte da Academia da montadora. 

Perguntado sobre o comentário de Russell, Bottas respondeu, com sarcasmo: "Perdão, eu perdi meu chapéu de alumínio em algum lugar. É uma teoria e tanto".

"Sempre vou defender contra qualquer piloto. Não quero perder posições. É uma defesa normal. Se precisasse, poderia ter sido bem mais agressivo. Não concordo com nada disso. Estava fazendo o meu. Não importa quem seja, teria feito exatamente o mesmo".

"Obviamente ele sabia que estaria molhado ali, porque passamos pelo mesmo local volta após volta. E eu sabia também. Não era um lugar para passar com pneus de pista seca naquelas condições".

"Mesmo assim ele foi. Foi escolha dele ir ali, eu estava fazendo o meu trabalho de me defender, e não vou me mexer para dar a ele o trajeto seco. A vida é assim".

Toto Wolff se recusou a apontar um culpado entre os pilotos, mas disse que Russell tem muito a aprender e que não deveria ter tentado passar naquele lugar.

Bottas falou com Wolff e com Russell, encontrando o último na reunião dos comissários, que optaram por não punir nenhum dos dois.

"A sensação geral é que não é culpa minha. Não quero falar sobre conversas privadas com Toto. Mas não sou o culpado nisso. O que precisamos focar é entender porque estava nessa posição. Obviamente sofri com os pneus intermediários, ficando atrás de Stroll por boa parte da corrida".

PÓDIO: CAOS em Ímola! TRETA de Bottas e Russell, 'TRAPALHADA' de Hamilton e tudo do GP

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #098 – TELEMETRIA: A verdade sobre motor Honda e tudo sobre o GP da F1 em Ímola

 

compartilhar
comentários
F1: Raikkonen e Stroll punidos em Ímola; Russell e Bottas escapam de gancho

Artigo anterior

F1: Raikkonen e Stroll punidos em Ímola; Russell e Bottas escapam de gancho

Próximo artigo

VÍDEO: Veja a 'escapada' que quase tirou Hamilton de GP da F1 em Ímola

VÍDEO: Veja a 'escapada' que quase tirou Hamilton de GP da F1 em Ímola
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Emilia Romagna
Pilotos Valtteri Bottas , George Russell
Autor Luke Smith