F1: Chefe da Aston Martin tem dúvidas se Alonso "subestima" Stroll

O chefe da equipe Aston Martin, Mike Krack, disse que não se sabe se Fernando Alonso "subestima" Lance Stroll agora que ele será seu companheiro de equipe na temporada 2023 da F1

Fernando Alonso, Alpine F1 Team

Desde o anuncio da Aston Martin sobre a contratação de Fernando Alonso da temporada 2023, muito se fala sobre como será essa união entre a equipe asturiana e a equipe de Silverstone, já que alguns duvidam se é a opção ideal para o bicampeão mundial de Fórmula 1.

Quando chegar na equipe britânica, ele conhecerá o filho do proprietário, um Lance Stroll motivado por conseguir vencer uma lenda da F1 com o mesmo carro, e de dentro da equipe eles estão cientes de que devem fornecer um carro competitivo para sua dupla de pilotos.

Leia também:

O chefe da Aston Martin, Mike Krack, explicou ao site da F1 que o canadense nunca havia pilotado uma máquina rápida capaz de vencer na categoria mais alta automobilismo, e também discutiu a relação que os dois titulares poderiam ter.

“É importante lembrar que Lance [Stroll] nunca teve um carro vencedor na Fórmula 1, um monoposto onde ele pode mostrar do que é capaz, para realmente liberar seu talento.” definiu o diretor da equipe baseada em Silverstone.

"Quando Sebastian [Vettel] se juntou à equipe, as pessoas diziam que Lance não tinha chance [de vencer], mas ele teve um desempenho incrivelmente bom contra um tetracampeão mundial, eles foram muito equilibrados", continuou Krack. "As pessoas estão dizendo a mesma coisa agora que Fernando [Alonso] se junta à equipe, mas vamos esperar para ver. Lance pode surpreender alguns."

Com surpresas ou não, a Aston Martin terá que encarar um novo rumo com o projeto de que foi um dos piores entre as equipes do mundial de construtores, a Aston Martin é a penúltima na tabela, com 25 pontos somados ao longo das 16 corridas disputadas nesta temporada. A equipe distanciou-se da Williams, a lanterna com apenas 6 pontos, mas tem certa desvantagem em relação à AlphaTauri, que tem 33 pontos e ocupa a oitava posição na tabela.

Com a entrada de Alonso em 2023, eles vão tentar brigar mais adiante na tabela: "Não sei se Fernando subestima Lance. Ele não tem medo de enfrentá-lo no mesmo carro, ou qualquer outro piloto, mas há respeito entre eles" .

"Eles se conhecem há muitos anos, correram um contra o outro e Fernando conhece as qualidades de Lance. Há um respeito real", disse o chefe da Aston Martin.

De Vries na AlphaTauri? Nova REVIRAVOLTA agita MERCADO da F1 e pode 'desbloquear' dança das cadeiras

Podcast #196 - Após recorde, qual Alonso ficará para a história da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Red Bull não vê urgência em conversa com a Honda para 2026
Próximo artigo EXCLUSIVO: Cristiano da Matta e o rumor sobre a chefia da Audi na F1

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil