F1: Chefe da Haas diz que Pérez não é uma "escolha óbvia" para a equipe

compartilhar
comentários
F1: Chefe da Haas diz que Pérez não é uma "escolha óbvia" para a equipe
Por:

Gunther Steiner destacou que a equipe pensa a médio e longo prazo e que, financeiramente falando, a Haas está bem

Após confirmar sua saída da Racing Point no final do ano, Sergio Pérez busca uma nova casa na Fórmula 1, e seu possível destino pode ser a Haas. Mas, para o chefe da equipe Gunther Steiner, a escolha do mexicano não é tão óbvia quanto parece, já que eles estão considerando outras questões para tomar a decisão.

A equipe americana está avaliando suas opções para 2021, já que os contratos da dupla atual, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, chegam ao fim nesta temporada. E com a saída de Pérez, o mexicano, e todo o grande patrocínio que ele traz junto, poderiam o tornar um alvo óbvio para a Haas.

Leia também:

Mas, apesar da velocidade de Pérez e o contínuo apoio de seus patrocinadores mexicanos, Steiner afirmou que ele não é uma escolha automática da equipe.

"Não há nada de óbvio nesse momento, porque há muitas opções", disse Steiner quando perguntado pelo Motorsport.com sobre o que pensava sobre uma contratação de Pérez.

"Precisamos tomar a melhor decisão para a equipe de médio a longo prazo, não apenas a curto. Porque, imediatamente, não temos um problema, mas precisamos ver qual direção vamos tomar no futuro, que é onde teremos oportunidade. Precisamos nos fixar nisso".

"Não é uma questão de dinheiro rápido para 2021. Nesse ponto estamos bem. É um pensamento de médio a longo prazo: como iremos melhorar? Como tiraremos o melhor da equipe? Como podemos voltar ao nível de 2018 e melhorar?".

"Acho que há mais oportunidade agora com o teto orçamentário e o novo regulamento. Certamente, Checo é um bom piloto, não duvido. Mas ele é o melhor para esse médio a longo prazo? Não sei. E é isso que estamos discutindo, então sua escolha não é tão óbvia quanto parece".

Além de ter opções como Pérez e seus pilotos atuais, a Haas também está pesando a possibilidade de trazer novatos, inclusive nomes da Academia da Ferrari. Uma opção que a equipe considera é abrir espaço para esses pilotos nos treinos de sexta no fim do ano.

"Pode ser, não sei ainda. É mais uma decisão da Ferrari se eles quiserem nos ajudar. Eles estão nos ajudando porque temos nossos problemas nesse ano com a Covid. Estamos ajudando uns aos outros. Se eles pedirem, estarei aberto à possibilidade".

Haas VF-20

(Temporada 2020)

Haas-Ferrari VF-20
Motor: Ferrari
Combustível: Shell
Pneus: Pirelli

Pilotos:

8 - Romain Grosjean

20 - Kevin Magnussen

TELEMETRIA: Novo CEO da F1, frustração para Max e Vettel comparado a Schumi; Rico Penteado comenta

PODCAST: Qual é o limite de Max Verstappen na Red Bull?

 

Albon destaca importância da amizade com Leclerc, Russell e Norris na F1: "Sempre nos apoiamos"

Artigo anterior

Albon destaca importância da amizade com Leclerc, Russell e Norris na F1: "Sempre nos apoiamos"

Próximo artigo

F1: Pérez está desapontado que Racing Point "começou a esconder informações" dele

F1: Pérez está desapontado que Racing Point "começou a esconder informações" dele
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Sergio Perez
Equipes Haas F1 Team
Autor Jonathan Noble