De Vries perto de volta à F-E e pode impactar 2024 de Drugo; Nyck concorre com Felipe na Maserati, mas pode ir para outros times

Entenda como planos do holandês podem influenciar destino de piloto do Brasil no ano que vem

Nyck de Vries, Williams

Segundo o The Race, o piloto Nyck de Vries, demitido da AlphaTauri no meio da atual temporada da Fórmula 1, está perto de conseguir um retorno ao grid da Fórmula E, além de ser visto como favorito para correr pela Toyota no Campeonato Mundial de Endurance (WEC, na sigla em inglês).

O editor recomenda:

Com isso, os planos do holandês podem impactar o futuro de Felipe Drugovich. Este negocia uma vaga de titular com a Williams para a F1 2024, na qual poderia assumir o assento que hoje é do norte-americano Logan Sargeant, mas o brasileiro também é visto como opção da Maserati na F-E.

Felipe Drugovich, Maserati MSG Racing

Felipe Drugovich, Maserati MSG Racing

Photo by: Sam Bagnall / Motorsport Images

E a equipe da marca italiana na categoria elétrica é justamente um dos potenciais destinos de de Vries, que busca um programa duplo para 2024, quando pretende correr tanto na F-E quanto no WEC.

Porém, ainda que o The Race reporte a provável volta de Nyck à F-E, o próprio site inglês pondera que os conflitos de data entre a categoria e o WEC podem pesar na avaliação que a Maserati e os outros times interessados em de Vries -- leia-se Mahindra e Abt-Cupra -- fazem do holandês.

Ou seja, é um ponto importante o fato de que Nyck eventualmente poderá se ausentar de um ePrix em fevereiro cuja sede ainda será decidida, além dos ePs de Berlim e Jacarta, respectivamente para testes do WEC no Catar, para a etapa de Spa-Francorchamps e para um dia de testes para Le Mans.

Nyck de Vries, Williams FW44

Nyck de Vries, Williams FW44

Photo by: Williams

Além dos conflitos de data, as escuderias supracitadas também têm de definir seu foco no mercado para 2024: no caso da Maserati, que renovou com o alemão Maximilian Gunther e rescindiu com o ítalo-suíço Edoardo Mortara, vale insistir em Nyck ou tentar Drugo enquanto ele sonda a Williams?

Na Abt-Cupra, que já confirmou o suíço Nico Muller, o outro piloto pode ser justamente Mortara, mas uma volta de Lucas di Grassi à equipe pela qual o brasileiro foi campeão da F-E também é uma possibilidade, de acordo com o The Race. Ele, porém, tem contrato com a Mahindra para 2024.

O atual time de di Grassi, aliás, também é opção para 'Edo', seja para uma substituição ao brasileiro ou não, uma vez que a vaga de companheiro de Lucas está igualmente indefinida. O fato é que quem quer que contrate de Vries precisará de um reserva. E Drugovich, correrá na F1 ou na F-E?

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #248 – Ferrari ‘passa pano’ para Leclerc e subestima Sainz?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Leclerc: Testes em Zandvoort tornaram carro da Ferrari mais do estilo de Sainz
Próximo artigo F1: Lawson "não ficaria feliz" caso volte a ser piloto reserva em 2024

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil