Últimas notícias

F1: Domenicali diz que Andretti "não é inteligente" em sua comunicação

CEO da categoria acredita que Andretti está usando a estratégia errada para entrar no grid

Michael Andretti

Desde 2017 e com a retirada da Manor, o pelotão da Fórmula 1 está restrito a dez equipes e vinte pilotos. No entanto, estes números podem ser revistos nos próximos anos, uma vez que a FIA lançou recentemente um concurso para candidaturas de estruturas que pretendam da categoria.

Leia também:

Andretti já se inscreveu. A equipe americana do ex-piloto Michael Andretti – filho do campeão mundial de F1 de 1978 e vencedor das 500 milhas de Indianápolis Mario Andretti – busca há quase dois anos chegar à categoria rainha. Até então, as portas permaneciam fechadas para eles, principalmente por temores quanto ao engrossamento de seu portfólio, porém a recente associação entre a estrutura e a General Motors, por meio de sua marca Cadillac, trouxe credibilidade. 

No entanto, a F1 continua fechando os olhos para as principais chamadas da Andretti, com o CEO Stefano Domenicali explicando em entrevista à Sky Sports que as críticas públicas da equipe à reação das equipes já presentes no grid não foram apropriadas.

"Antes de tudo, damos as boas-vindas a todos que agregam valor à corrida", disse o italiano. “Acho que temos que respeitar a todos. Há equipes, como Mario e Michael Andretti, que falam muito sobre seu desejo de entrar na Fórmula 1. Mas, na minha opinião, não [é] inteligente dizer que as equipes são gananciosas. "

“Existem outras [equipes] que são muito menos vocais e gostariam de entrar na Fórmula 1, então há um processo a ser seguido e garantiremos com a FIA que ele será seguido”.

Várias equipes se manifestaram nas últimas semanas para expressar suas ressalvas sobre a adição de uma décima primeira equipe ao grid, sendo ela a  Andretti ou não. No entanto, Domenicali garantiu que não teve problemas com o aparecimento de uma nova estrutura.

"Se todos os elementos estiverem lá, eles serão bem-vindos", disse ele. "Há muitas dimensões a considerar e não temos que exagerar porque alguém está empurrando o sistema. O processo será feito da maneira correta, a sério, quer alguém grite ou não. Eu diria que temos que ser cuidadosos. Você pode pensar que este é um ataque pessoal a Andretti, mas não é. Temos que ser sérios e profissionais na avaliação de todos os elementos".

Como a Red Bull-Ford impacta Honda, Porsche e toda a F1; veja debate

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast: com 'boom' de montadoras, F1 vive melhor fase da história? 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Artigo anterior F1: Vettel tem opções de continuar ligado à F1 em 2023; entenda
Próximo artigo F1: Massa elogia Verstappen e o compara a Senna, Schumacher e Hamilton, mas vê pressão em Lewis
Assinar