Fórmula 1 GP do Bahrein

F1: Em carta aberta aos fãs, Mercedes fala sobre problemas do Bahrein e longo processo de recuperação

Equipe disse que não entrará em pânico e que não vai apontar culpados pelos erros

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14, George Russell, Mercedes F1 W14

Em uma ação incomum na Fórmula 1, a Mercedes publicou neste sábado uma carta aberta aos fãs, falando sobre os problemas vividos pela equipe no GP do Bahrein e o projeto de recuperação da equipe, prometendo não entrar em pânico, mas com um trabalho calmo e urgente na concepção do plano de recuperação, sem apontar culpados no processo.

A montadora alemã se encontra precisando de uma resposta rápida à falta de performance do W14, que foi facilmente superada pelas rivais no Bahrein, perdendo inclusive para a Aston Martin. O chefe Toto Wolff falou abertamente sobre a necessidade de um novo conceito para o carro.

Leia também:

E com Lewis Hamilton falando abertamente sobre o fato da equipe não tê-lo ouvido sobre a direção a ser tomada com o carro de 2023, a equipe passou a ser criticada pelos fãs, insistindo na união.

Em uma carta aberta publicada no sábado, a Mercedes diz sentir as mesmas dores dos fãs, e que não vai minimizar o tamanho do trabalho necessário nessa recuperação.

"Para todos os nossos fãs. O Bahrein doeu. Doeu em cada um de nós, que chegam em cada temporada determinados para lutar pelo título. Doeu na equipe como um todo, após todo o trabalho duro em um carro que não cumpriu nossas expectativas".

"E sabemos que doeu em você, nosso torcedor. Sua paixão e apoio são muito importante nessa recuperação, e sabemos que todos sentimos a mesma dor. A situação atual não é a que queríamos, mas é a que temos. É a realidade. E a questão é: o que podemos fazer sobre isso, e o que faremos sobre isso".

Mick Schumacher, Reserve Driver, Mercedes-AMG, with Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes-AMG

Mick Schumacher, Reserve Driver, Mercedes-AMG, with Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes-AMG

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

Explicando o plano de recuperação, a Mercedes disse que o foco está em melhorar em vez de jogar esforço fora ao apontar culpados pelos erros.

"Primeiro, não vamos entrar em pânico e nem ter reações babacas. Em um palco tão intenso quanto a F1, as pessoas são as primeiras a apontar culpados, ou bode expiatórios. Mas vocês sabem que somos melhores que isso".

"Na equipe, falamos sobre a coragem em falhar, o caráter em assumir os erros e a força em ver a falha como oportunidade. Somos abertos e honestos sobre onde estamos. Estamos trabalhando de forma calma, mas urgente, para construir nosso plano de recuperação, focando no que é necessário a curto, médio e longo prazo para vencer".

"Já temos desenvolvimentos a caminho para as próximas corridas, e há mais por vir. Mas isso não é um trabalho apenas desse momento. Não há saídas fáceis na F1".

"Sabemos dos padrões que determinamos para nós mesmos, e ninguém teme a montanha que temos que escalar. Não será fácil, mas qual é o valor em algo fácil? São nesses momentos em que forjamos caráter. Os momentos em que uma equipe se torna maior que a soma de suas partes, enfrentando e conquistando problemas difíceis".

"Estamos juntos nos momentos bons e ruins. De Toto, Lewis e George, para todos os homens e mulheres nas fábricas de Brackley e Brixworth. E amamos esse desafio".

Você pode ler a versão completa da carta (em inglês) aqui.

Rico Penteado revela como Flavio Briatore 'acabou com a brincadeira' na Renault F1

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #220 - Fernando Alonso pode ser a 'salvação' da F1 em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Campeão mundial, Hakkinen coloca Norris no mesmo patamar de Leclerc e Verstappen
Próximo artigo F1: Button não vê 2023 como "um passeio" para Verstappen e Red Bull

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil