Fórmula 1 GP de Singapura

F1 - Ferrari cobra seriedade da FIA com teto orçamentário: "Mesmo uma violação pequena pode valer 0s5 por volta"

Nesta quarta-feira, FIA anunciará se realmente há alguma equipe que tenha violado o teto orçamentário de 2021

Charles Leclerc, Ferrari F1-75, Sergio Perez, Red Bull Racing RB18, Carlos Sainz, Ferrari F1-75, Lewis Hamilton, Mercedes W13, Lando Norris, McLaren MCL36, the rest of the field launch towards the first corner

As equipes da Fórmula 1 se preparam para o anúncio da FIA nesta quarta-feira (05) sobre o cumprimento do teto orçamentário de 2021. E a Ferrari cobra um posicionamento sério da Federação para quem violar o teto de gastos, afirmando que mesmo uma pequena quantia em excesso pode valer até meio segundo por volta na performance do carro.

As especulações durante o GP de Singapura afirmam que duas equipes teriam excedido o teto, uma com violação minoritária, ou seja, em até 5% do valor do teto de 2021, e uma com uma violação material, acima dos 5%. Segundo os rumores, essas equipes seriam Aston Martin e Red Bull, algo negado por ambas.

Leia também:

As equipes estão muito interessadas no resultado da auditoria da FIA, especialmente sobre o quão sério a Federação punirá quem passar do limite. E para a Ferrari mesmo a violação minoritária pode ter um grande impacto na performance.

Mattia Binotto admite que não é ideal ver o campeonato de 2021 discutido novamente neste momento, mas disse que não se pode varrer para baixo do tapete a poder de um gasto acima do limite.

"É uma pena estarmos falando disso em outubro do ano seguinte, porque além das implicações no campeonato do ano passado há também implicações neste", disse à Sky Itália. "Vamos aguardar o julgamento até quarta, mas independente do valor, é importante entender que, mesmo quatro milhões, na categoria chamada minoritária, pode não ser algo minoritário"

"Para nós, quatro milhões representa o desenvolvimento de peças para toda uma temporada. Quatro milhões representa 70 pessoas no departamento técnico que podem criar e produzir soluções que podem valer até meio segundo por volta. Então mesmo que tenhamos uma violação minoritária, ela não é algo pequeno".

Mattia Binotto, Team Principal, Ferrari

Mattia Binotto, Team Principal, Ferrari

Photo by: Ferrari

"Eastamos falando de meio segundo de vantagem que é carregado para outras temporadas porque, apesar de ter começado em 2021, ainda rende uma vantagem competitiva em 2022 e 2023, então claramente é algo importante".

"Isso põe a credibilidade em xeque. Espero que todos tenham lidado com isso de forma correta, porque, se não, será um grande problema para gerenciar".

Toto Wolff, da Mercedes, ecoou os comentários da Ferrari sobre a importância das atualizações, afirmando que qualquer gasto extra cria um impacto direto, permitindo às equipes terem muito mais performance.

Ele disse que uma análise detalhada feita por sua equipe sobre o programa de desenvolvimento das rivais sugerem que um time, não nomeada, trouxe muito mais que os demais.

"É chamado de violação minoritária porque eu acho que a redação não é correta. Se você está gastando cinco milhões a mais e você ainda está no minoritário, mesmo assim você cria um grande impacto no campeonato".

"Para te dar uma ideia, obviamente monitoramos de perto quais partes eram trazidas para a pista pelas equipes de ponta em todas as corridas, em 2021 e 2022. E vimos que há duas equipes de ponta que fizeram mais ou menos o mesmo e outra que gastou mais".

"Sabemos exatamente o que estamos gastando: três milhões e meio em peças que trazemos para o carro. Então é possível ver a diferença que se cria ao gastar mais 500 mil. Seria uma diferença".

Lewis Hamilton, Mercedes W13

Lewis Hamilton, Mercedes W13

Photo by: Erik Junius

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Disparo de míssil pela Coreia do Norte pode afetar GP do Japão?
Próximo artigo F1: Red Bull admite ter interpretado regulamento orçamentário de maneira diferente da FIA

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil