F1: Ferrari fala sobre possibilidade de pódios na temporada 2021

Comandante da escuderia italiana de Maranello faz ponderações sobre ficar no top-3 neste ano; confira

F1: Ferrari fala sobre possibilidade de pódios na temporada 2021

O chefe de equipe da Ferrari na Fórmula 1, Mattia Binotto, acredita que a escuderia de Maranello ainda está muito longe das principais equipes da categoria para começar a pensar em lutar pelo pódio, apesar de um GP do Bahrein animador.

Depois de uma desastrosa temporada de 2020, em que a Ferrari caiu para o sexto lugar no campeonato de construtores, o piloto monegasco Charles Leclerc se classificou em um impressionante quarto lugar e terminou em sexto na abertura de 2021.

O editor recomenda:

Seu novo companheiro de equipe, o espanhol Carlos Sainz, também se classificou entre os 10 primeiros e terminou em oitavo na corrida para dar à Ferrari sua primeira 'dupla de pontos' desde o GP da Turquia do ano passado.

Mas o começo encorajador não significa que a Ferrari ainda está em posição de lutar por um pódio, de acordo com Binotto. "A diferença ainda é muito clara em relação aos competidores de topo. Na corrida, ainda era grande, então ainda há um longo caminho, mas vai depender também de pista a pista", disse Binotto quando questionado sobre as chances de pódio da Ferrari neste ano.

“Também sabemos que não trabalharemos muito no desenvolvimento desse carro porque nos concentraremos em 2022 em termos de desenvolvimento de design. Tenho certeza de que é o mesmo com os outros concorrentes."

"Mas ainda acho que, se olharmos para a nossa corrida de Sakhir, recebemos feedback dos pilotos, eles 'começam a aprender o carro', começam a saber quais são as limitações do carro e, eventualmente, podemos resolver ou podemos melhorá-lo, então eu acho que as próximas três/quatro corridas irão indicar qual é o verdadeiro desempenho e potencial do nosso carro em comparação com os outros."

"Estou certamente aliviado porque podemos trabalhar em uma posição melhor e isso é muito saudável para a equipe", acrescentou Binotto, questionado sobre o desempenho deste ano em comparação ao de 2020.

“É importante que a equipe possa trabalhar de forma saudável, calma e positiva, e para mim isso foi importante. Então ver que o carro está a progredir, com a equipe de alguma forma serena, dá para trabalhar melhor", seguiu. 

“Motor, chassis, pneus, ferramentas, correlação, tudo isso é importante para nós e basicamente isso é fundamental. Quanto está vindo da melhoria da unidade de potência? Acho difícil dizer porque é muito relativo aos concorrentes. Não é um valor absoluto e não sei o progresso dos outros, mas só podemos julgar todo o pacote", ponderou Binotto, que chefiava o departamento de motores da Ferrari antigamente.

"Em relação às expectativas, no que diz respeito a como é comparado aos nossos dados de simulação, acho que boas correlações foram importantes para nós. É algo que desenvolvemos no ano passado, para melhorar em relação a onde estávamos. Então o carro está com o desempenho esperado. Tendo em vista como está, acho que temos algumas ideias a partir dos testes", seguiu.

"Sabíamos que tínhamos um carro melhor em comparação com o ano passado, sem dúvida, em relação aos concorrentes", completou Binotto, que substituiu Maurizio Arrivabene no comando da Ferrari no começo de 2019.

BASTIDORES: Como PIQUET foi pivô de SAIA-JUSTA entre BAND e GLOBO e os EFEITOS da 'treta' com NELSÃO

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em quatro ou duas rodas.

PODCAST: Batalhas entre Hamilton e Verstappen ditarão temporada 2021 da F1?

 

.

compartilhar
comentários
F1: Piloto afirma que Vettel não estará no grid de 2022; confira

Artigo anterior

F1: Piloto afirma que Vettel não estará no grid de 2022; confira

Próximo artigo

F1: Briatore detona estratégia da Red Bull no GP do Bahrein; veja

F1: Briatore detona estratégia da Red Bull no GP do Bahrein; veja
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Ferrari
Autor Pablo Elizalde