F1: FIA recusa evidências da Red Bull e mantém punição original a Hamilton na Grã-Bretanha

Categoria não definiu novas informações da equipe austríaca como suficientes para mudar a penalidade de dez segundos do heptacampeão em Silverstone

F1: FIA recusa evidências da Red Bull e mantém punição original a Hamilton na Grã-Bretanha

As esperanças da Red Bull de fazer a FIA revisar a penalidade de Lewis Hamilton no GP da Grã-Bretanha foram frustradas: os comissários da Fórmula 1 rejeitaram seu pedido na audiência desta quinta-feira (29).

A equipe acreditava que a punição de dez segundos ao britânico por causar a colisão com Max Verstappen na volta de abertura em Silverstone era muito branda e queriam que a organização olhasse novamente para o acidente.

Leia também:

No entanto, de acordo com as regras da FIA no Código Desportivo Internacional, a Red Bull precisava trazer um "novo elemento significativo e relevante" aos comissários para que o corpo diretivo se convencesse de que havia um caso a ser examinado.

Após uma audiência no Hungaroring, na qual representantes das duas escuderias estiveram presentes, esta nova evidência foi entregue. Ela incluía uma série de slides que a RBR havia criado a partir de dados de GPS do acidente, além de uma comparação com o movimento de ultrapassagem que o heptacampeão fez mais tarde em Charles Leclerc.

No entanto, depois de rever o assunto, a categoria considerou que as novas informações não eram significativas nem relevantes para o assunto.

Em declaração, a FIA deixou claro que o conteúdo dos slides não era novo e nem "foi descoberto", conforme as regras exigem: "O que foi apresentado não se apresenta como um novo dado significativo que não estava disponível para as partes que buscavam a revisão no momento do ocorrido em questão."

"Os slides do Apêndice 2 da carta do competidor que foram considerados como novas provas não foram "descobertos", mas criados para fins de apresentação para apoiar a petição de revisão, com base em evidências disponíveis para o competidor no momento da decisão (nomeadamente os dados de GPS). Isso claramente não satisfaz os requisitos do Artigo 14."

A decisão de não aceitar os elementos significa que nenhuma revisão adicional da colisão do GP da Grã-Bretanha ocorrerá - então a sanção de dez segundos de Hamilton permanece.

A Red Bull estava confiante antes da audiência de que as novas informações que trouxe aos comissários acrescentariam uma dimensão diferente à investigação.

O conselheiro Helmut Marko disse à RTL alemã na quarta-feira (28) que iria: “trazer novos fatos que não estavam disponíveis no momento da interrupção da prova ou quando a coisa toda foi resolvida", e acrescentou: "Esses fatos serão apresentados na quinta e esperamos que isso resulte em uma reavaliação, porque ainda achamos que essa penalidade foi muito branda para Lewis."

F1 2021: Verstappen x Hamilton TOMA GRANDES PROPORÇÕES e TRETA envolve até TELEFONEMA; saiba tudo

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Como Verstappen se encaixa entre rivais históricos de Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
VÍDEO: Confira como foi reencontro de Verstappen e Hamilton após acidente na Grã-Bretanha
Artigo anterior

VÍDEO: Confira como foi reencontro de Verstappen e Hamilton após acidente na Grã-Bretanha

Próximo artigo

VÍDEO: Vettel faz surpresa de aniversário para Alonso e assusta espanhol

VÍDEO: Vettel faz surpresa de aniversário para Alonso e assusta espanhol
Carregar comentários