F1: GP de Singapura é cancelado por restrições à Covid-19; São Paulo corre risco

Categoria agora procura um novo local para corrida que seria realizada no dia 3 de outubro

F1: GP de Singapura é cancelado por restrições à Covid-19; São Paulo corre risco

O GP de Singapura foi cancelado devido às restrições do coronavírus, com a Fórmula 1 agora procurando opções alternativas como substituto.

Relatado pela primeira vez pela BBC e confirmado por fontes do Motorsport.com, as autoridades em Singapura decidiram que não é possível prosseguir com a corrida enquanto as limitações de viagens permanecerem.

Leia também:

Com a cidade-estado mantendo um controle rígido para restringir a propagação do coronavírus, considerou-se que não seria possível abrir para milhares de pessoas para assistir à corrida noturna.

Ainda não houve uma declaração oficial sobre o GP, mas um porta-voz da F1 deixou claro que o detentor dos direitos comerciais do esporte estava trabalhando com os promotores para garantir que uma programação completa ocorresse.

“Continuamos a trabalhar com todos os promotores durante este período e temos muitas opções para nos adaptarmos, se necessário”, disse o porta-voz.

Entende-se que a F1 tem várias opções para substituir Singapura, mas nenhuma decisão foi tomada ainda.

Turquia e China, cujas corridas na primeira fase deste ano foram canceladas, são concorrentes, enquanto uma segunda corrida nos Estados Unidos pode ser uma possibilidade.

O GP de Singapura deveria ocorrer em 3 de outubro, como parte de uma sequência tripla de fins de semana que incluiu o GP da Rússia em 26 de setembro e o Japão em 10 de outubro. Qualquer corrida no período de Singapura precisaria se encaixar geograficamente nesses dois eventos.

No entanto, outra opção poderia ser adiantar o Japão uma semana e, em seguida, ter uma segunda corrida em Austin no dia 17 de outubro, uma semana antes do GP dos EUA em 25 de outubro.

A F1 parece prestes a enfrentar desafios contínuos com o calendário ao longo da segunda metade da temporada, com vários países continuando a enfrentar dificuldades para lidar com o vírus, bem como restrições a viagens internacionais.

Atualmente Brasil, Turquia e Emirados Árabes Unidos estão na lista vermelha de viagens do Reino Unido, o que significa que o pessoal britânico, onde a maioria das equipes está sediada, enfrentará quarentena em hotéis ao voltar para casa.

A Austrália também tem sido cautelosa em abrir suas fronteiras para viagens internacionais, e isso pode continuar a ser um fator conforme a data de 21 de novembro se aproxima.

F1 2021: RED BULL segue bem, FERRARI mostra FORÇA e Mercedes SOFRE em TLs agitados | SEXTA-LIVRE

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: TELEMETRIA: O quebra-cabeças na desafiadora Baku com Rico Penteado

 

compartilhar
comentários
F1: Russell diz que relacionamento com Wolff "cresceu" após acidente com Bottas

Artigo anterior

F1: Russell diz que relacionamento com Wolff "cresceu" após acidente com Bottas

Próximo artigo

F1: Veja quanto pode valer uma publicação de um piloto no Instagram

F1: Veja quanto pode valer uma publicação de um piloto no Instagram
Carregar comentários