F1: Haas perderá primeira manhã de testes no Bahrein mas confirma Pietro Fittipaldi na tarde de quinta

Equipe teve problemas com o transporte de seu material até o palco da pré-temporada

F1: Haas perderá primeira manhã de testes no Bahrein mas confirma Pietro Fittipaldi na tarde de quinta
Carregar reprodutor de áudio

Após problemas com o frete que transportaria o material do Reino Unido para o Bahrein no início desta semana, a Haas confirmou que perderá pelo menos a primeira manhã de testes da Fórmula 1 no circuito do Sakhir, mas que segue com o objetivo de estar na pista na tarde desta quinta-feira (10), com o brasileiro Pietro Fittipaldi guiando o VF-22.

A equipe americana viveu dias de ansiedade após sua carga ficar no Reino Unido quando o avião que deveria levar seus equipamentos ao Bahrein quebrar em Istambul. Apesar do material finalmente chegar ao seu destino na terça, a equipe corre contra o tempo nas preparações para os testes.

Leia também:

Enquanto as outras equipes iniciaram o trabalho na segunda ou até mesmo antes, a Haas busca preparar tudo para ir à pista ainda no primeiro dia de testes. Um porta-voz da equipe confirmou no início desta quarta que o frete finalmente está no Bahrein, mas reconhece que o carro não deve ir à pista antes da tarde desta quinta.

"Posso confirmar que nosso frete chegou na noite de ontem ao circuito do Bahrein. Esse atraso impactará nosso programa, mas miramos estar na pista na segunda sessão, na tarde da quinta, com Pietro Fittipaldi guiando o VF-22. Não tenho outras atualizações no momento".

O problema com o frete vem somar à um período difícil para a Haas, que, no sábado, encerrou o contrato com a patrocinadora máster Uralkali e o piloto Nikita Mazepin. Enquanto o mundo segue indignado com a invasão russa à Ucrânia, a Haas sente que não teria como manter um acordo com uma das principais empresas do país.

Nikita Mazepin, Haas VF-22

Nikita Mazepin, Haas VF-22

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

A equipe ainda não confirmou quem substituirá Mazepin pelo resto de 2022, anunciando apenas que Pietro guiará nos testes desta semana. Antonio Giovinazzi e Nico Hulkenberg tiveram seus nomes ligados à vaga, enquanto informações vindas da Dinamarca colocam Kevin Magnussen também na luta.

O dono da Haas, Gene Haas, disse que enquanto a saída da Uralkali deve impactar o financiamento da equipe, o futuro do time não está em xeque.

"Estamos bem. Gostaríamos de mais dinheiro, claro, mas estamos bem. Isso nos dá apenas um número negativo".

PIETRO FITTIPALDI tem REAIS CHANCES de garantir vaga? Saiba tudo sobre testes no BAHREIN

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #165 - Quais as reais chances de Pietro Fittipaldi na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
ANÁLISE: Que obstáculos Pietro Fittipaldi enfrenta para garantir patrocínio na F1?
Artigo anterior

ANÁLISE: Que obstáculos Pietro Fittipaldi enfrenta para garantir patrocínio na F1?

Próximo artigo

F1: Após rescisão de contrato com Mazepin, Uralkali buscará reembolso de patrocínio da Haas

F1: Após rescisão de contrato com Mazepin, Uralkali buscará reembolso de patrocínio da Haas