F1: Hamilton é multado em 5 mil euros em investigação após vitória no GP de São Paulo

Hamilton lutou desde o 10º lugar do grid para vencer o rival Max Verstappen, mas foi colocado sob investigação por violação do cinto de segurança após receber a bandeira quadriculada

F1: Hamilton é multado em 5 mil euros em investigação após vitória no GP de São Paulo
Carregar reprodutor de áudio

Lewis Hamilton foi multado por soltar os cintos de segurança na volta após a vitória no GP de São Paulo de Fórmula 1 de domingo em Interlagos.

Hamilton subiu do 10º lugar do grid para vencer o rival Max Verstappen, mas foi a conquista foi colocada sob investigação por violação do cinto de segurança após receber a bandeira quadriculada.

Hamilton parou por um comissário para pegar uma bandeira brasileira que segurou no alto do cockpit e depois levou com ele ao pódio para homenagear os fãs brasileiros.

Leia também:

Mas os comissários colocaram Hamilton sob investigação por violar a regra do Código Desportivo Internacional sobre os cintos de segurança, levando o heptacampeão a uma audiência pós-corrida.

Os comissários anunciaram que Hamilton foi multado em 5 mil euros pelo incidente, com um adicional de 20 mil euros em suspenso até o final de 2022.

“O motorista do carro 44, Lewis Hamilton, soltou os cintos de segurança no colo no final da corrida”, diz o boletim dos comissários da FIA.

“Embora os comissários sejam simpáticos ao desejo de comemorar, é fundamentalmente inseguro desfazer os cintos de segurança enquanto o carro está em movimento. As velocidades lentas nesses carros são muito rápidas para um ocupante desenfreado.

“Além disso, os pilotos de Fórmula 1 dão o exemplo para as categorias juniores. É fundamental que os motoristas da categoria júnior aprendam a importância de usar todos os dispositivos de segurança do carro o tempo todo."

A decisão põe fim a um fim de semana turbulento para Hamilton e Mercedes, que viu o heptacampeão mundial ser excluído da qualificação na sexta-feira devido a uma infração técnica.

O DRS de Hamilton falhou nas verificações após a verificação da FIA, com a Mercedes suspeitando que isso se devia a uma peça danificada, algo que normalmente teria sido capaz de consertar em condições de parque fechado se a equipe tivesse sido capaz de verificar a asa traseira.

Isso deixou Hamilton em 20º no grid para a corrida Sprint de sábado, mas ele se recuperou para terminar em quinto, o que significa que ele começou o Grande Prêmio de domingo do 10º lugar, após uma penalidade pela troca de motor.

Hamilton então lutou para chegar à vitória depois de enfrentar o rival Verstappen, o que levou ambos a saírem da pista na volta 48, enquanto o piloto holandês tentava se defender. Hamilton considerou a disputa como um incidente de corrida.

Os comissários notaram o incidente, mas optaram por não investigar, deixando o chefe da equipe da Mercedes F1, Toto Wolff, confuso com uma decisão que chamou de “risível”.

Com a vitória no Brasil, Hamilton agora está 14 pontos atrás de Verstappen na temporada 2021 para o GP do Qatar no próximo fim de semana.

F1 AO VIVO: A BATALHA de São Paulo; a volta da F1 ao Brasil, veja toda repercussão

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #145 - TELEMETRIA: Rico Penteado analisa fim de semana em Interlagos

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Hamilton diz que disputa com Verstappen foi "incidente de corrida"
Artigo anterior

F1: Hamilton diz que disputa com Verstappen foi "incidente de corrida"

Próximo artigo

GP de São Paulo bate recorde e tem o maior público da F1 no Brasil em toda a história

GP de São Paulo bate recorde e tem o maior público da F1 no Brasil em toda a história
Carregar comentários