F1: Hamilton suspeita que possa estar sofrendo de "Covid Longa" após mal-estar na Hungria

Síndrome foi identificada por cientistas em pessoas que seguem sofrendo de fadiga e dores mesmo meses após se recuperarem da doença

F1: Hamilton suspeita que possa estar sofrendo de "Covid Longa" após mal-estar na Hungria

A exaustão de Lewis Hamilton no pódio do GP da Hungria de Fórmula 1 foi uma das imagens marcantes do último domingo (01), com o heptacampeão sendo atendido por um médico na sequência. E o piloto da Mercedes acredita que essa fadiga tenha a ver com as consequências de ter contraído a Covid-19 no ano passado.

Após o desconforto sentido no pódio, ele adiou seus compromissos pós-corrida com a imprensa para ser examinado pelo médico da Mercedes. Se sentindo melhor, Hamilton participou da coletiva da FIA e completou a programação de entrevistas.

Leia também:

Mas falando sobre a situação, Hamilton disse que os esforços na Hungria lhe tirou as forças.

"Fico tão exausto depois. Foi uma das experiências mais estranhas que já tive no pódio", disse Hamilton, que perdeu o GP de Sakhir do ano passado devido à Covid-19.

"Tive tontura, tudo ficou meio borrado no pódio. Venho lutando o ano todo, com a saúde, com me manter saudável após o que aconteceu no fim do ano passado, e segue sendo uma batalha".

Hamilton revelou que o problema na Hungria não foi a primeira vez em que ele sentiu uma fadiga maior que o normal neste ano, suspeitando que pode ser efeito da "Covid Longa", termo usado pela comunidade médica para explicar dor e cansaço de pessoas recuperadas mesmo meses após a infecção.

"Não falei com ninguém em particular sobre isso, mas acho que está demorando muito. Lembro dos efeitos de quando tive, e o treinamento vem sendo diferente desde então. Os níveis de cansaço são diferentes e é um desafio real".

"Vou continuar tentando e treinando para me preparar do melhor modo possível. Talvez seja hidratação, não sei, mas definitivamente não tive uma experiência como essa. Tive algo similar em Silverstone, mas essa foi muito pior".

Esteban Ocon disse que não ficou surpreso ao ver Hamilton tão cansado, com o francês reconhecendo que o calor e o layout do Hungaroring tornaram a corrida um verdadeiro desafio.

"Foi uma corrida muito dura", disse. "No geral, nesta pista, com o calor, a humidade, as curvas, você tem um a combinação dura".

"Você não tem um respiro aqui, então você é obrigado a lutar com o carro até o fim. Eu me sinto morto também. Não é que Lewis tenha algo ou não, mas te digo, terei uma bela noite de sono".

F1 2021: CAOS NA HUNGRIA! Veja TUDO sobre a CORRIDA MALUCA, com ERRO da Mercedes, BATIDAS e CHUVA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Como Verstappen se encaixa entre rivais históricos de Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Alonso diz que 'ensinou melhor traçado' a Hamilton na Hungria
Artigo anterior

F1: Alonso diz que 'ensinou melhor traçado' a Hamilton na Hungria

Próximo artigo

F1: Ferrari defende que equipes culpadas paguem por danos de acidentes

F1: Ferrari defende que equipes culpadas paguem por danos de acidentes
Carregar comentários