F1: Horner atribui parada lenta de Verstappen em Monza às mudanças no pit stop

Red Bull levou 11 segundos para trocar pneu do holandês e, com isso, ele caiu no pelotão e ficou lado a lado com Hamilton antes de acidente

F1: Horner atribui parada lenta de Verstappen em Monza às mudanças no pit stop

Christian Horner revelou o erro humano que causou o lento pit stop de Max Verstappen no GP da Itália de Fórmula 1, resultado das modificações da FIA introduzidas em Spa. A organização informou às equipes no final de junho que iria diminuir a velocidade das trocas de pneus por motivos de segurança, removendo alguns elementos de automação.

Foi uma jogada que o chefe da Red Bull disse na época que iria "diluir" os tempos alcançados pelas equipes nos boxes e na corrida de Monza, a escuderia austríaca - rotineiramente a mais rápida nos boxes - teve dificuldade para completar a parada do holandês devido a um problema na roda dianteira direita.

Leia também:

Resultado: pit stop de 11 segundos que derrubou Verstappen no pelotão, eventualmente deixando-o junto ao rival Lewis Hamilton na pista momentos antes de sua colisão com ele.

Horner disse depois da corrida que a troca lenta era um "problema incomum" que precisava ser investigado, mas agora revelou que foi uma falha resultante da diretiva técnica da FIA.

"Ocorreu um raro erro humano em nossa parada nos boxes, como resultado da nova diretriz, mas ainda assim precisamos aprender algo", escreveu o chefe em sua coluna regular para o site da Red Bull. "Aquele pit stop lento colocou Max fora de sincronia de onde ele deveria estar. A Mercedes agravou a situação enquanto eles vacilavam com sua própria troca no carro de Hamilton, o que colocou os dois ombro a ombro."

"Ambos sabiam que precisavam estar à frente por causa da dificuldade de ultrapassagem. Verstappen estava ansioso para aproveitar o momento e Lewis queria manter a posição", acrescentou.

Penalidade em Sochi "não será uma desvantagem"

Os rivais colidiram na primeira chicane momentos depois do heptacampeão ter saído dos boxes e o acidente encerrou a corrida dos dois, que se culparam pelo incidente, mas os comissários decidiram que Verstappen era o principal responsável, resultando em uma penalidade de três posições no grid para o GP da Rússia.

A reação imediata de Horner à batida foi que os dois pilotos poderiam ter dado mais espaço um ao outro e ele não mudou sua opinião, sentindo que a FIA poderia ter feito uma declaração mais forte penalizando ambos.

"Eu ainda compartilho o mesmo ponto de vista: ambos desempenharam um papel nisso e é difícil atribuir a culpa a um lado mais do que ao outro", disse ele. "Se a FIA quisesse, poderia ter imposto a mesma punição aos dois, mas a responsabilidade foi considerada mais do lado de Max e, como ele não terminou a corrida, a única opção foi dar a ele uma pena de grid, que aceitamos."

Horner acrescentou que cumprir a penalidade em Sochi "não será uma desvantagem" para Verstappen, graças à longa reta até o primeiro ponto de frenagem, mas está preparado para que a Mercedes volte a ser forte.

"Eu estava olhando os resultados no GP da Rússia e, em 2018, Max foi do último ao primeiro lugar antes de precisar fazer seu pit stop", comentou. "Ficamos em segundo lugar no ano passado, mas é um circuito em que nunca vencemos. É um reduto da Mercedes."

"Para mim, Monza e Sochi são deles, então será um desafio", concluiu.

Giaffone OPINA sobre BATIDA Verstappen/Hamilton, dá BASTIDORES dos comissários e projeta RIVALIDADE

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Caótico GP da Itália acirra ainda mais rivalidade Hamilton x Verstappen na F1

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Massa sobre Russell na Mercedes com Hamilton: "Terá que mostrar paciência"

Artigo anterior

F1 - Massa sobre Russell na Mercedes com Hamilton: "Terá que mostrar paciência"

Próximo artigo

Diretor de provas da F1: "Punições de Verstappen e Hamilton não são comparáveis"

Diretor de provas da F1: "Punições de Verstappen e Hamilton não são comparáveis"
Carregar comentários