F1 - Leclerc vê Mercedes "definitivamente" de volta em 2023: "Será uma luta tripla pelo título"

Piloto monegasco diz ter confiança de que a Ferrari dará a ele e Sainz um bom carro para o próximo ano

Charles Leclerc, Ferrari F1-75, George Russell, Mercedes W13

A Mercedes viu sua sequência de oito títulos consecutivos de construtores na Fórmula 1 chegando ao fim em 2022, após o time alemão sofrer para se adequar ao novo regulamento técnico. Mas, para Charles Leclerc, a rival definitivamente estará de volta à luta pelo Mundial no próximo ano, e com um "carro muito forte" em mãos.

A equipe sofreu com o porpoising na primeira parte do ano, antes de descobrir problemas mais profundos com o W13 após resolver os problemas com as quicadas. Com isso, a marca alemã ficou bem atrás de Ferrari e Red Bull na briga pelo título.

Leia também:

Com o tempo, a Mercedes conseguiu desenvolver o carro em uma direção que a permitiu remediar a maior parte dos problemas e retomar a performance, permitindo evitar uma temporada sem vitórias, vencendo o GP de São Paulo com George Russell.

Essa recuperação faz com que Leclerc tenha confiança de que a Mercedes estará de volta à luta no pelotão da frente no próximo ano, criando uma possível briga tripla no ano que vem.

"Eu acredito sim que a Mercedes estará na luta", disse Leclerc. "Outra equipe? Não vi sinais ainda que me façam acreditar que outra equipe se juntará ao top 3. Mas a Mercedes definitivamente estará lá no próximo ano com um carro muito forte".

"Já vimos o quanto que eles conseguiram melhorar entre a primeira e a última corrida. Acho que eles entenderam onde erraram, e esse é normalmente o sinal de que as coisas vão melhorar. Então, com sorte, será uma luta tripla pelo título ano que vem".

Charles Leclerc, Ferrari

Charles Leclerc, Ferrari

Photo by: Erik Junius

A Ferrari conseguiu se manter em segundo no Mundial de Construtores à frente da Mercedes, apesar da pressão do time alemão e de uma sequência sem vitórias iniciadas após o triunfo de Leclerc no GP da Áustria, no meio de julho.

A Ferrari passou o começo do ano em pé de igualdade com a Red Bull, vencendo duas das três primeiras corridas do ano, mas acabou perdendo terreno com o passar do campeonato. Mas Leclerc expressou sua confiança de que a equipe poderá aprender com suas dificuldades em 2022, resolvendo-as a tempo da nova campanha, que começa em março, no Bahrein.

"Estou confiante porque estamos fazendo muito trabalho no simulador. Estávamos trabalhando duro para entender as fraquezas do carro para melhorarmos no próximo ano".

"Acho que após a temporada 2021, em que trabalhávamos bem recuperando após um 2020 difícil, estamos trabalhando na direção correta e do modo correto. Isso me dá confiança de que teremos um carro competitivo para 2023".

Bastidores da possível 'volta' de facto da Honda à F1, como montadora ou equipe própria

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast: bi da Stock Car redefine tamanho de Barrichello?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Análise técnica da F1 2022 (Parte 2): Como Aston Martin se recuperou de um conceito errado em seu carro
Próximo artigo Andretti reaquece possibilidade de entrar com equipe nova na F1: "Estamos chegando muito perto"

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil