Marko manda 'indireta' à Mercedes ao compará-la com Ferrari: "São respeitosos e têm espírito esportivo, como nós"

Conselheiro da Red Bull não escondeu satisfação de batalhar com Scuderia em 2022 e falou também sobre seus pilotos, Leclerc e Sainz

Marko manda 'indireta' à Mercedes ao compará-la com Ferrari: "São respeitosos e têm espírito esportivo, como nós"
Carregar reprodutor de áudio

Helmut Marko, conselheiro da Red Bull, não tem problemas em falar abertamente que está "muito feliz" que sua atual rival na Fórmula 1 seja a Ferrari. - ao menos pelo cenário de momento - e não a Mercedes, reforçando que os italianos compartilham da mesma "paixão", "respeito" e "espírito "esportivo".

Ainda segundo o austríaco, Carlos Sainz não será a aposta da escuderia italiana pelo título de 2022 e esse papel é de Charles Leclerc. Após um duplo abandono na abertura da temporada, Max Verstappen venceu o GP da Arábia Saudita e tanto ele quanto o RB18 parecem prontos para defender o campeonato de pilotos conquistado pelo holandês em 2021.

Leia também:

"Há uma atmosfera completamente diferente", disse Marko à ServusTV, "A Ferrari é parecida conosco. Há paixão, há emoção, espírito esportivo e respeito. E isso transparece em todas as áreas."

"Temos uma relação de rivalidade, mas dentro do esporte. E isso não é apenas perceptível nos pilotos, mas também na afinação ou interpretação técnica. Com a Ferrari você pode trocar ideias, é bom."

Marko também vê a Scuderia como a rival mais dura na luta pelo mundial de construtores: "Eles têm o carro mais versátil, que é rápido em qualquer circunstância, com qualquer tipo de pneu e em qualquer temperatura".

Charles Leclerc, Ferrari F1-75, lucha con Max Verstappen, Red Bull Racing RB18, en la reanudación

Além da rivalidade na pista, o austríaco analisou a dupla de pilotos dos italianos. A equipe de Maranello conta com Leclerc, um dos jovens talentos mais apreciados do paddock, em um de seus assentos, e ele parece ter retornado à melhor forma. No outro cockpit, há Sainz, que esteve atrás do monegasco nas duas primeiras corridas da temporada.

Marko não esconde que preferia que não houvesse essa 'disparidade' inicial, pois esperava que eles tirassem pontos um do outro.

"No campeonato passado, Sainz venceu Leclerc, mas neste ano Charles está em sua melhor forma. Portanto, será uma situação como a nossa, onde há um piloto número um, de forma clara", comentou.

O conselheiro da Red Bull também falou sobre a Mercedes. Segundo, ele os alemães terão que "esquecer" a atuação de Lewis Hamilton na Arábia Saudita, onde caiu no Q1 e conseguiu ser apenas décimo na corrida.

De acordo com Marko, Hamilton "errou na configuração [do carro] e às vezes pilotava como se estivesse no gelo".

"Tenho certeza que eles vão consertar isso ao longo das próximas corridas, sem dúvidas. E isso provavelmente terminará em uma luta de três times", acrescentou para concluir.

GP TRADICIONAL vai SAIR da F1 por VEGAS; veja como 3ª prova nos EUA impacta calendário de 2023

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #170 – Leclerc x Verstappen tem potencial para ser novo Verstappen x Hamilton?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Alpine permitirá batalhas entre Alonso e Ocon, desde que não prejudiquem equipe
Artigo anterior

F1: Alpine permitirá batalhas entre Alonso e Ocon, desde que não prejudiquem equipe

Próximo artigo

Com direito a título mundial de Piquet, relembre a curta história de Las Vegas na F1

Com direito a título mundial de Piquet, relembre a curta história de Las Vegas na F1