F1: McLaren renova acordo com motores Mercedes até 2030

Agora resta apenas a Williams sem um acordo oficial de motores para a nova geração da F1, em 2026

Lando Norris, McLaren MCL60, George Russell, Mercedes F1 W14

A McLaren confirmou nesta sexta-feira (24) a extensão de seu acordo com a Mercedes para a utilização das unidades de potência da montadora alemã na Fórmula 1 até 2030, encerrando o mistério sobre qual motor a equipe utilizará na chegada da nova geração, em 2026.

O contrato atual do time de Woking era válido até o fim de 2025, e a McLaren vinha avaliando suas opções para o futuro. Mas antes da final de 2023 em Abu Dhabi, a equipe anunciou a extensão do acordo por mais cinco temporadas.

Leia também:

A McLaren voltou a utilizar motores Mercedes em 2021 após uma longa parceria iniciada nos anos 1990 e interrompida na década passada com o acordo com a Honda. O time de Woking segue sendo o cliente de maior sucesso nesse stint atual, com a vitória de Daniel Ricciardo no GP da Itália de 2021.

Falando sobre o acordo, o CEO da McLaren, Zak Brown, disse que a duração do acordo evidencia a confiança que eles têm na Mercedes.

"A Mercedes-Benz é uma parceira brilhante e confiável da McLaren", disse. "A extensão comprova a confiança que nossos investidores e a equipe como um todo têm em suas unidades de potência e a direção que estamos tomando com eles na nova era dos regulamentos".

"Tivemos sucesso juntos, tanto nas últimas três temporadas e quando eles eram parceiros da equipe, então mal podemos esperar pelo sucesso que virá na continuidade de nossa jornada para lutarmos consistentemente na frente do grid".

Toto Wolff, chefe da Mercedes, disse que ter equipes clientes é essencial para as montadoras na chegada dos novos regulamentos.

"É uma base da nossa estratégia trabalhar com equipes clientes fortes. Isso traz muitas vantagens: uma base competitiva forte, acelera nosso aprendizado técnico e fortalece o case de negócios da Mercedes-Benz para a F1".

"A McLaren é uma competidora forte e justa desde 2021, especialmente na segunda metade deste ano. A performance forte da McLaren mostra a importância de um fornecimento igualitário e transparente para todas as clientes no esporte, já que temos o objetivo de termos dez equipes capazes de lutar por pódios".

A Mercedes já está avançada em seus esforços dos motores de 2026, tendo iniciado o trabalho em 2022. As novas regras tornarão as unidades mais sustentáveis, com combustíveis sintéticos e maior potência elétrica.

Hamilton rebate Horner e Red Bull diz que pai de Lewis procurou equipe por vaga; Drugo 'DE OLHO' em Logan

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate se GP de Las Vegas de fato teve sucesso

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 AO VIVO: Acompanhe o primeiro treino livre para o GP de Abu Dhabi em TEMPO REAL
Próximo artigo F1: Russell lidera o primeiro treino livre em Abu Dhabi com Drugovich em segundo

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil