F1: McLaren tem "plano claro" sobre mudança para 2022; disputa com Ferrari não impactará decisão

Andreas Seidl disse que não deixaria batalha com rival desviá-los de plano de desenvolvimento para o próximo carro

F1: McLaren tem "plano claro" sobre mudança para 2022; disputa com Ferrari não impactará decisão

A McLaren não deixará sua disputa com a Ferrari na Fórmula 1 impactar sua decisão sobre quando deve mudar o foco para o desenvolvimento do carro de 2022, mantendo seu "plano claro".

McLaren, Ferrari e AlphaTauri pareciam ter um ritmo equilibrado nas duas primeiras corridas, embora a equipe de Woking tenha sete pontos de vantagem na luta pelo P3 do campeonato.

Leia também:

O time britânico teve um forte início de temporada, terminando em terceiro há duas semanas em Ímola com Lando Norris e assumindo a liderança do meio do pelotão.

Embora a escuderia esteja forte na briga pela terceira força em 2021, Andreas Seidl, chefe da McLaren, disse que não deixaria a batalha com a Ferrari e AlphaTauri desviá-los de seu plano de desenvolvimento para o próximo ano.

"Obviamente, não sei o que a Ferrari está planejando, mas acho que do nosso lado, temos um plano claro do que queremos fazer neste ano e quando queremos mudar [o foco] para o ano que vem", disse Seidl.

"Também vai depender de realmente enxergarmos muito mais potencial dentro de mais algumas execuções, por exemplo, no túnel de vento, porque você vê algumas direções promissoras, que então podem nos levar a dizer, 'olha, vamos investir dois ou três mais corridas porque poderíamos realmente tirar um pouco disso neste ano?'"

"Ou se for em outra direção, você poderia dizer, 'está praticamente feito, você precisa investir muito mais energia e tempo para dar passos adicionais', pode nos levar a abortá-lo ainda mais cedo do que o planejado."

“Então, eu diria que temos um plano claro [e] a flexibilidade para ajustar. Mas acho que depende mais do potencial que vemos com as direções."

"É claro que queremos fazer o melhor este ano. Queremos manter esse impulso positivo. Mas, ao mesmo tempo, a jornada em que estamos é clara. Queremos voltar para a frente."

"Para isso, queremos aproveitar também esta oportunidade dos novos regulamentos que entrarão em vigor no próximo ano."

A McLaren terminou em terceiro no campeonato de construtores do ano passado, marcando seu melhor resultado na temporada desde 2012.

A equipe já havia falado sobre sua ambição de aproveitar as vantagens do novo teto orçamentário na F1 para lutar em um pelotão mais equilibrado com seus rivais que gastam mais.

No entanto, Seidl explicou que o limite de gastos não teve qualquer influência sobre a definição do momento em que a escuderia mudaria o foco para 2022.

"Está tudo limitado a partir de agora e somos uma equipe que corre no limite, por isso não afeta realmente o dinheiro que gastamos este ano ou no próximo", disse.

“Mas é claro que você precisa ter certeza de que, com a distribuição do dinheiro para o carro deste ano, você terá o equilíbrio certo para que possa realmente fazer um desenvolvimento decente para o carro do próximo ano."

"Mas em termos de decisão em si, para mim é mais uma chamada esportiva e técnica", concluiu.

F1 2021: GP de Portugal, Canadá por Turquia e 'corridas' aos sábados com Rico Penteado | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Por que temporada de 2021 promete ser a mais equilibrada dos últimos anos?

 

compartilhar
comentários
F1: Rivais acreditam que Aston Martin não tem motivos para contestar novo regulamento

Artigo anterior

F1: Rivais acreditam que Aston Martin não tem motivos para contestar novo regulamento

Próximo artigo

F1: Russell diz que atitudes após acidente em Ímola foram uma "decisão muito ruim"

F1: Russell diz que atitudes após acidente em Ímola foram uma "decisão muito ruim"
Carregar comentários