F1 - Mercedes: Ainda podemos bater a Red Bull e vencer o Mundial

Diretor de engenharia de pista da Mercedes analisou a derrota na França e faz projeção da etapa deste fim de semana, na Áustria

F1 - Mercedes: Ainda podemos bater a Red Bull e vencer o Mundial

O triunfo de Max Verstappen no GP da França de Fórmula 1 fez com que ele e a Red Bull aumentassem as vantagens para Lewis Hamilton e a Mercedes nos Mundiais. Mas a equipe alemã em certeza de que ainda tem condições de dar a volta por cima, superar a rival e vencer os títulos de 2021 se entregar as melhores performances possíveis.

Em um final de semana em que a vantagem da Red Bull com a velocidade de reta se mostrou primordial em sua vitória sobre a Mercedes, as indicações de que a equipe austríaca passa a ter uma vantagem de ritmo crescem.

Leia também:

Mas enquanto a Mercedes corre atrás de respostas sobre como errou a estratégia em Paul Ricard no domingo, a equipe não joga a toalha, afirmando que a temporada não está perdida.

Andrew Shovlin, diretor de engenharia de pista da Mercedes, está convencido de que sua equipe tem todo o necessário para vencer o campeonato, mas sabe que não pode sentar e esperar vida fácil.

"O modo como vemos isso é que, em nosso melhor, podemos bater a Red Bull. Acho que [na França] vimos que oportunidades perdidas fizeram a diferença".

"Sabemos que será difícil. Sabemos que eles são os favoritos. Claramente eles possuem um bom pacote, mas se entregarmos o nosso melhor, podemos batê-los e podemos vencer o Mundial".

A Mercedes parecia ter o ritmo de corrida suficiente para bater a Red Bull em Paul Ricard, mas, crucialmente, perdeu posição de pista após a primeira rodada de paradas, devido a um erro de cálculo que desconsiderou a força do undercut de Verstappen.

Shovlin disse que as diferenças competitivas mínimas entre sua equipe e a Red Bull significam que não há espaço para erros no modo como as corridas são executadas. É por isso que, tendo um carro capaz de vencer na França, a derrota para a Red Bull no lado da estratégia acabou sendo especialmente frustrante.

"É irritante, porque acho que poderíamos ter vencido a corrida. Acho que poderíamos ter dois carros no pódio. Estamos em um campeonato onde não podemos perder essas oportunidades. Tínhamos um bom carro e mostramos isso [na corrida]".

"Acho que estamos devendo um pouco na classificação, mas em termos de corrida, em circuitos normais, conseguimos pressioná-los. Mas sabemos que para fazer isso, vencer corridas, precisamos ser praticamente perfeitos".

"Há várias coisas que podemos tirar para refletir, dizer que não fizemos um trabalho bom o suficiente. Somos muito bons em sermos brutais conosco. Então faremos isso por alguns dias para chegarmos na Áustria mais fortes".

RETA FINAL: A discussão sobre derrota da Mercedes e glória de Verstappen na França

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual é o tamanho do 'drama' de Bottas e Mercedes em 2021?

 

compartilhar
comentários
F1: Massa apoia Russell na Mercedes e fala de período com Schumacher

Artigo anterior

F1: Massa apoia Russell na Mercedes e fala de período com Schumacher

Próximo artigo

F1: Mercedes "procura" meio segundo perdido para Verstappen em parada nos boxes

F1: Mercedes "procura" meio segundo perdido para Verstappen em parada nos boxes
Carregar comentários