Fórmula 1 GP da Áustria

F1 precisa corrigir as regras para evitar "outro 2021", diz McLaren

McLaren diz que é preciso agir em resposta aos incidentes do GP da Áustria para que a F1 não volte a ter polêmicas como as de 2021

Lewis Hamilton, Mercedes W12 and Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B collide

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

A Fórmula 1 deve procurar "consertar" falhas claras nas regras que surgiram no GP da Áustria para evitar polêmicas como as de 2021, avalia o chefe da McLaren, Andrea Stella.

Ele acredita que essa ação é essencial para que a F1 ofereça um bom espetáculo na pista, em vez do tipo de controvérsias que marcaram a famosa batalha pelo título entre Max Verstappen e Lewis Hamilton.

Leia também:

Stella viu seu piloto Lando Norris ser eliminado do GP da Áustria após uma colisão no final da corrida com Verstappen, com quem o britânico vinha lutando há várias voltas.

Mas o choque entre eles na 64ª volta, pelo qual Verstappen recebeu uma penalidade de 10 segundos, não foi o único aspecto da corrida que deixou a McLaren com a sensação de que as coisas precisavam ser mais bem conduzidas pelo órgão regulador da F1.

Ele acredita que a FIA deveria ter sido mais dura com o movimento de Verstappen durante a frenagem, que o bom senso deveria ter sido aplicado ao fato de Norris ter recebido uma penalidade de limite de pista depois de ter passado por uma ultrapassagem fracassada e que a punição de Verstappen pela colisão não se encaixou, pois ele ainda saiu da corrida com a liderança do campeonato ampliada.

Stella acredita que há motivos suficientes nos incidentes para que a F1 faça uma análise profunda das questões em jogo e encontre maneiras de evitar que essas batalhas no futuro terminem em mais acidentes.

"Essa corrida nos deu muitas informações importantes para corrigir alguns dos aspectos necessários para que possamos desfrutar desse tipo de batalha até a bandeira quadriculada", explicou Stella.

"Para mim, é uma grande pena que não tenhamos visto as últimas seis ou sete voltas, porque elas teriam sido muito divertidas.

"Elas não foram divertidas porque simplesmente as regras não foram cumpridas. Teria sido suficiente dar a Max a advertência [por ter se movido durante a frenagem], como uma bandeira preta e branca - para que não faça isso novamente. E ele teria sido muito mais prudente ao fechar a porta para Lando.'

"Depois, quando se trata de limites de pista - acho que se o limite de pista é porque você está tentando ultrapassar alguém e trava um pouco -, fico imaginando que tipo de corrida teremos se isso for aplicado dessa forma. Os pilotos nem sequer tentarão ultrapassar, porque 'ah, isso vai me custar uma das três punições que tenho disponíveis'.

"Acho que essa questão pode ser resolvida facilmente. Não estamos chateados com isso, achamos que   está errado mas é importante que isso seja abordado para o futuro, porque queremos ver uma distinção entre os limites da pista que são genuínos, porque você está tentando tirar uma vantagem em termos de linha de corrida, e os limites da pista que vêm com uma grande perda de vantagem porque você saiu da pista e eles têm a ver com as manobras de corrida que todos nós gostamos."

Lando Norris, McLaren MCL38, retires from the race with a rear puncture and damage after contact with Max Verstappen, Red Bull Racing RB20, whilst battling for the lead

Lando Norris, McLaren MCL38, se retira da corrida com um furo na traseira e danos após contato com Max Verstappen, Red Bull Racing RB20, enquanto lutava pela liderança

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Stella também questionou o nível da sanção aplicada a Verstappen, já que a penalidade de 10 segundos não custou uma posição ao holandês - e ele, no geral, saiu do incidente com um ganho maior porque Norris teve que se retirar.

Com as lembranças na F1 ainda muito frescas das repetidas colisões entre Verstappen e Hamilton em 2021, Stella espera que a categoria possa tomar medidas para não correr o risco de repetir esse tipo de problema.

Falando sobre a penalidade, Stella disse: "É complexo, porque às vezes o resultado pode ser pequeno. Às vezes, pode ser grande, como neste caso, em que um carro foi eliminado e o outro carro teve sua corrida fortemente comprometida."

"Não quero estar em uma posição em que simplifico tudo ou digo 'ah, foi claro', mas acho que os 10 segundos, de fato, foram ineficazes.

"O piloto que estamos tentando perseguir na classificação ganhou 10 pontos. Isso definitivamente merece uma reflexão. Tenho certeza de que a FIA abordará esse caso, como eu disse antes, como um episódio que nos dá uma riqueza de casos que devem ser analisados e pensados: como vamos seguir em frente?"

"Não queremos ver outro 2021. Achei que esse não foi um bom momento nas corridas de Fórmula 1. Pode ter sido divertido, mas não por boas razões."

Lando Norris, McLaren MCL38, retires in the pit lane after contact with Max Verstappen, Red Bull Racing RB20, whilst battling for the lead

Lando Norris, McLaren MCL38, se retira nos boxes após contato com Max Verstappen, Red Bull Racing RB20, enquanto lutava pela liderança

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Max vs Lando: de quem é a culpa? Verstappen é sujo ou Norris peca? Christian Fittipaldi e Vitor Genz analisam GP da Áustria de F1

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast #288 – A McLaren realmente chegou? Briatore arrumará Alpine com motores Mercedes?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Aston Martin será a primeira equipe a testar pneus de 2026 com Drugovich no carro
Próximo artigo F1 - Verstappen 'na bronca' com Red Bull na Áustria: "Tudo errado"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil