Fórmula 1 GP da Áustria

"Das coisas mais estúpidas que já fiz", diz Wolff após 'episódio' com Russell no GP da Áustria de F1

"Ele estava totalmente freando a 320 km/h e eu disse a ele que os dois haviam colidido. Tenho pensar nisso primeiro", admitiu o dirigente austríaco; confira

George Russell, Mercedes F1 W15

George Russell, Mercedes F1 W15

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

Chefe de equipe da Mercedes na Fórmula 1, Toto Wolff admitiu após o GP da Áustria que a mensagem de rádio que mandou para George Russell antes da vitória do inglês foi "uma das coisas mais estúpidas" que já fez.

Russell expôs que "quase bateu" quando Wolff lhe disse que ele poderia vencer através de mensagem via rádio, antes do britânico triunfar em Spielberg depois de herdar a liderança após acidente entre o líder Max Verstappen, holandês da Red Bull, e o inglês Lando Norris, da McLaren.

O editor recomenda:

Quando ficou claro que Russell poderia assumir a liderança, Wolff falou pelo rádio: "Você pode vencer", ao que Russell respondeu de forma direta ao chefe da equipe: "Deixe-me pilotar". George explicou que a mensagem do comandante não havia chegado em momento 'particularmente útil' no traçado austríaco.

"O ritmo era forte. O problema que tive foi que Lewis [Hamilton, companheiro e compatriota de Russell] me atacou no início da corrida. Mas, depois que o ultrapassei, fiquei um pouco mais distante de Carlos [Sainz, espanhol da Ferrari]."

"Eu sabia que Oscar [Piastri, australiano da McLaren] seria rápido e ele apareceu um pouco 'do nada' no final da corrida. Com aqueles pneus duros, foi muito difícil para mim. E, de repente, ele (Wolff) gritou no meu ouvido".

"Quase bati quando ele gritou em meus ouvidos, estava muito alto, mas acho que isso só mostra a paixão que todos nós compartilhamos. Obviamente, foram dois anos difíceis para nós, então é ótimo estar de volta ao topo da tabela", seguiu o piloto da Mercedes.

Wolff admitiu que sua mensagem de rádio foi inoportuna, admitindo que não havia verificado onde Russell estava no circuito antes de mandar sua mensagem. "Essa foi uma das coisas mais estúpidas que já fiz, tenho que dizer. Não olhei onde ele estava [na pista]", admitiu Toto à Sky Alemanha.

"Só vi os dois (Verstappen e Norris) se chocando um contra o outro. É a primeira vez que isso (mensagem inoportuna via rádio) acontece comigo em doze anos. Ele estava totalmente freando a 320 km/h e eu disse a ele que os dois haviam colidido. Tenho pensar nisso primeiro", admitiu Wolff.

George Russell, Mercedes-AMG F1 Team, 1st position, Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes-AMG F1 Team, celebrate in Parc Ferme

George Russell, Mercedes-AMG F1 Team, 1ª posição, Toto Wolff, chefe de equipe e CEO da Mercedes-AMG F1 Team, comemoram no Parc Ferme

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

Russell revelou que seu engenheiro de corrida Marcus Dudley havia sugerido, três voltas antes do acidente entre Verstappen e Norris, que George tinha uma chance de vencer, dada a intensidade da batalha na pista à frente.

Ele reconheceu que Piastri o estava alcançando rapidamente e considerou que a chegada do safety car virtual para limpar os detritos garantiu que ele pudesse esfriar os pneus antes das voltas finais. "Para ser sincero, eu estava apenas tentando me concentrar em maximizar minha pilotagem. Eu sabia que Oscar estava rápido atrás e, quando assumimos a liderança, eu sabia que as últimas seis voltas seriam desafiadoras".

"Meus pneus estavam difíceis; o safety car virtual ajudou um pouco porque meus pneus estavam superaquecendo e isso só me permitiu esfriá-los", completou Russell, que no próximo fim de semana disputa sua etapa 'de casa' no GP da Grã-Bretanha, em Silverstone, com cobertura do Motorsport.com.

Max vs Lando: de quem é a culpa? Verstappen é sujo ou Norris peca? Christian Fittipaldi e Vitor Genz analisam GP da Áustria de F1

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast #288 – A McLaren realmente chegou? Briatore arrumará Alpine com motores Mercedes?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Leclerc reclama da Ferrari: “Não somos competitivos o suficiente”
Próximo artigo OPINIÃO: Na Áustria, Verstappen prova mais uma vez que não mudou, nem amadureceu, desde 2021

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil