Racing Point destaca influência de Hulk nas atualizações do carro pós-Silverstone

compartilhar
comentários
Racing Point destaca influência de Hulk nas atualizações do carro pós-Silverstone
Por:

Andrew Green, diretor técnico da equipe, elogiou o feedback que o alemão deu sobre o RP20 ao longo dos dois finais de semana na Grã-Bretanha

Antes do GP de Eifel, Nico Hulkenberg já havia feito sua volta à Fórmula 1 em julho, correndo no lugar de Sergio Pérez na própria Racing Point na rodada dupla de Silverstone. E segundo o diretor técnico da Racing, Andrew Green, o feedback dado pelo alemão inspirou a equipe a fazer seu pacote de atualizações introduzido nas últimas corridas.

A participação de Hulk ajudou o programa de desenvolvimento da equipe, e o novo pacote, introduzido a partir de Mugello, começaram a dar resultados, com Pérez terminando em quarto em Nurburgring.

Leia também:

Ironicamente, essas mudanças tornaram a vida de Hulk mais difíceis quando ele voltou para o GP de Eifel, entrando no lugar de Lance Stroll no último minuto, tendo que ajustar um carro que havia mudado consideravelmente desde sua última participação.

"Alguns dos desenvolvimentos que colocamos no carro foram resultados diretos de seu feedback em Silverstone", disse Green ao Motorsport.com. "E isso é interessante. Seu feedback após o GP de hoje foi intrigante".

"Em Silverstone, ele mencionou coisas que poderiam ser modificadas no carro, e como fazemos o ajuste do carro e a sensação geral".

"E fizemos essa mudança, sem contar que ele voltaria ao carro. Mas olha só, ele voltou, e agora temos o feedback sobre o desenvolvimento do carro. No final, isso foi muito importante".

Green concordou que Hulkenberg precisava de tempo para se adaptar ao carro modificado quando pilotou em Nurburgring.

"Esse tipo de mudança, não conseguimos fazer ajustes em apenas quatro voltas, que é basicamente o tempo que ele teve no sábado. Ele fez quatro voltas rápidas, tentando ajustar as mudanças, algo que era quase impossível".

"Ele precisava de tempo, algo que não tinha. Mas, no final da corrida, teve muito tempo com o carro. E seus comentários foram essenciais, e muito bons".

Green disse que Hulkenberg confirmou que a equipe fez as escolhas corretas.

"Sim, efetivamente. Ainda há trabalho a ser feito. Mas foi um passo na direção correta. Isso é tudo parte das mudanças nas suspensões dianteira e traseira que fizemos, um resultado direto de sua experiência em Silverstone".

"Nós juntamos todas as atualizações que pensamos em um único pacote significativo para o carro. Isso incluía asa dianteira, dutos de freio dianteiros, assoalho, placas da asa traseira, e vocês podem ver também sidepods, carroceria. Aspectos aerodinâmicos gerais".

"Fizemos também trabalho interno na suspensão traseira, para nos dar mais flexibilidade e possibilidade de ajustes. Mudamos também algumas coisas na direção. E tudo isso foi introduzido basicamente entre Mugello e Sochi".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

VÍDEO: As 5 maiores tretas entre campeões da F1

PODCAST: Recordes de Hamilton e Schumacher são comparáveis?

 

CEO da F1 fala sobre calendário "mais próximo do normal" em 2021

Artigo anterior

CEO da F1 fala sobre calendário "mais próximo do normal" em 2021

Próximo artigo

F1: Pérez se aproxima da Williams e pode colocar em xeque vaga de Russell

F1: Pérez se aproxima da Williams e pode colocar em xeque vaga de Russell
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Nico Hulkenberg
Equipes Racing Point
Autor Adam Cooper