F1: Red Bull acusa rivais de usarem asas dianteiras flexíveis; entenda imbróglio

Foco na parte dianteira dos carros volta a ficar sob os holofotes depois de episódio com Aston Martin, dessa vez, com McLaren, Ferrari e Mercedes

Mercedes W15 nose and front wing detail

Foto de: Giorgio Piola

A Red Bull não está gostando muito do uso de asas dianteiras flexíveis por parte de duas rivais na Fórmula 1: McLaren e Ferrari. Essa área pode ser uma grande vantagem se usada corretamente e agora parece que a Mercedes deu um passo significativo com um truque semelhante. Mas qual é o segredo?

Leia também:

É claro que esse jogo não é novidade na F1, já que a batalha entre as equipes e a FIA vem ocorrendo há décadas. Os times investem muito dinheiro para fazer com que seus elementos aerodinâmicos funcionem perfeitamente e tentam dar um 'jeitinho', enquanto a federação regularmente restringe os testes relevantes para compensar. Mas as equipes estão sempre um passo à frente.

Esse parece ser o caso novamente e desta vez são as asas dianteiras que estão sob holofotes. Obviamente, esses elementos também são submetidos a testes de carga severos e não podem ter uma deflexão de mais de três milímetros.

O truque é que as equipes realizam esses testes, mas quando o carro está na pista, elas ainda podem obter o efeito desejado e em um local que afeta o fluxo de ar geral ao redor do carro.

As regras foram reforçadas pela última vez em agosto passado com uma diretriz técnica que não se aplicava apenas às asas dianteiras. A Aston Martin teve que modificar a peça porque ela não estava presa corretamente ao bico. E como os carros verdes eram menos velozes na época, muitas pessoas perceberam a relação entre os dois.

Agora, no entanto, as asas dianteiras estão de volta ao centro das atenções. A Red Bull está apontando o dedo para McLaren e Ferrari, que supostamente se flexionam demais sob cargas pesadas. O time de Milton Keynes queria apresentar um protesto em conjunto com a Aston Martin, mas a equipe de Silverstone não aceitou, pois está trabalhando em uma solução semelhante.

A Mercedes também suspeita que algo está errado na McLaren e na Ferrari, mas também não tomou nenhuma medida contra elas, ao invés disso, está desenvolvendo sua própria asa dianteira nova, que parece funcionar muito bem, a julgar pelo fim de semana no Canadá. 

"Cada um tem sua própria maneira", disse um engenheiro ao Motorsport.com "Algumas pessoas inclinam as abas da asa para trás, enquanto outras movem a asa inteira ou abaixam a aba da asa. Independentemente de como fazem isso, o objetivo final é sempre o mesmo. Eles querem obter um bom equilíbrio em todos os tipos de curvas."

Nas curvas de baixa e média velocidade, a asa dianteira ainda fornece força descendente significativa, que é determinada pelas configurações. Aqui, o piloto quer um carro com um eixo dianteiro ágil, para que ele faça curvas bem feitas. Se as asas fossem completamente rígidas, haveria sobreviragem nas curvas rápidas.

Mas, ao dobrar a asa, a força descendente na parte dianteira do carro pode ser reduzida, o que também afeta o fluxo de ar sob o carro. Se feito corretamente, isso pode gerar uma leve subviragem em curvas rápidas. E isso é particularmente importante para carros naturalmente aspirados, porque as regras agora dão aos engenheiros pouca margem de manobra para influenciar o fluxo de ar.

As suspensões rígidas dos carros também reduzem a margem de manobra quando se trata do equilíbrio do carro. Mas as atuais asas dianteiras flexíveis foram projetadas para melhorar isso, porque soluções inteligentes podem proporcionar o equilíbrio certo em quase todas as curvas, o que é um grande trunfo contra os outros.

É claro que não há dúvida de que a Red Bull sabe o que está acontecendo e que as pontas das asas estão se movendo até certo ponto, mas agora parece que seus rivais podem estar um pouco à frente deles nesse aspecto. Nos últimos dias, também houve relatos de que eles teriam feito uma consulta não oficial à FIA sobre a nova asa dianteira da Mercedes, mas como ela passou em todos os testes, não há muito que possa ser feito por enquanto.

Granado revela BASTIDOR do CAOS pós MÁRQUEZ na Ducati /MARTÍN na Aprilia: Eric diz TUDO de '24/MotoE

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Ouça o Pódio Cast #15, com Eric Granado falando sobre Márquez e MotoE

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 deve 'limar' efeito solo em 2026 com assoalho plano
Próximo artigo Ex-Ferrari, diretor da FIA faz revelação sobre a 'era Schumacher' na F1

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil