Análise técnica de Giorgio Piola
Assunto

Análise técnica de Giorgio Piola

F1: Red Bull copia estrutura traseira da Ferrari; saiba mais

Equipe de Milton Keynes traz solução semelhante à rival na quilha do extrator. "Inspirações" no carro adversário faz parte do jogo em 2022

F1: Red Bull copia estrutura traseira da Ferrari; saiba mais
Carregar reprodutor de áudio

A Red Bull surpreendeu com a quantidade de inovações que introduziu em Baku. Além da asa traseira específica e do elemento único do feixe da asa, a curva final das laterais foi modificada no RB18. Mas o pacote é completo com a quilha de carbono que foi colada ao extrator central, remontando a um conceito que a Ferrari introduziu em Barcelona. Também interessante é o enrijecimento metálico da parte inferior. Adrian Newey, por um lado, tira peso e, por outro, acrescenta.

Il fondo della Ferrari F1-75 nel tondo con gli scalini in stile Red Bull

Il fondo della Ferrari F1-75 nel tondo con gli scalini in stile Red Bull

Photo by: Giorgio Piola

Il fondo della Red Bull Racing RB18 con gli scalini sia davanti che dietro

Il fondo della Red Bull Racing RB18 con gli scalini sia davanti che dietro

Photo by: Giorgio Piola

Não é só a Red Bull que copia a Ferrari, mas também acontece o contrário na Fórmula 1. Mostramos em Motorsport.com como a aerodinâmica dos italianos são intervenções na quilha da parte inferior no F1-75 que permitem gerar esses vórtices, graças aos quais se pode aproveitar ao máximo para aumentar o downforce.

Leia também:
Dettaglio del supporto dello specchietto Ferrari F1-75 di ispirazione Red Bull

Dettaglio del supporto dello specchietto Ferrari F1-75 di ispirazione Red Bull

Photo by: Giorgio Piola

Não só isso, mas também o skate metálico, que evita o desgaste da parte inferior no asfalto quando ele baixa à medida que a velocidade aumenta, é da matriz de Milton Keynes e em Maranello não houve problemas em introduzi-lo. Isso sem mencionar o suporte retrovisor do F1-75, cada vez mais semelhante ao do RB18.

A Ferrari, portanto, tem se inspira no rival, o que é uma convergência para as soluções técnicas mais funcionais e que estão destinadas a fazer escola para as outras equipes também. O fluxo não é tão monodirecional quanto parece, porque Adrian Newey também é muito sensível às evoluções que são introduzidas na Ferrari.

Dettaglio del diffusore Ferrari F1-75 con la chiglia in carbonio incollata

Dettaglio del diffusore Ferrari F1-75 con la chiglia in carbonio incollata

Photo by: Giorgio Piola

O brilhante engenheiro inglês notou em Barcelona o difusor da F1-75, que na parte central mostra uma quilha de carbono que foi colada ao centro do extrator. A Red Bull experimentou o conceito no túnel de vento e não hesitou em montar a solução nos carros que Max Verstappen e Sergio Perez usaram em Baku.

Red Bull Racing RB18: ecco l'estrattore con la chiglia tipo Ferrari

Red Bull Racing RB18: ecco l'estrattore con la chiglia tipo Ferrari

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

No RB18 eles introduziram um pacote significativo de novidades para a corrida do Azerbaijão, pois além da asa traseira específica, muito baixa no perfil aerodinâmico (que continua a apresentar problemas com a asa móvel aberta) e o único feixe da asa estão associados à modificação do extrator.

Tudo se integra com a cauda na saída lateral, que foi mais inclinada na curva final para aumentar o fluxo de ar a ser canalizado para o slot que foi redesenhado no anteparo lateral do difusor.

Red Bull Racing RB18, dettaglio della nuova pancia e del tirante sul fondo

Red Bull Racing RB18, dettaglio della nuova pancia e del tirante sul fondo

Photo by: Giorgio Piola

Quanto ao fundo, descrevemos a presença de uma pequena alteração entre a parede lateral e a borda. O que ainda não tínhamos visto é o braço de metal vistoso que endurece o fundo perto da roda traseira, logo após o "cotovelo" onde o difusor sobe para formar o extrator traseiro.

Red Bull Racing RB18: ecco l'elemento metallico che irrigidisce il fondo per evitare il porpoising

Red Bull Racing RB18: ecco l'elemento metallico che irrigidisce il fondo per evitare il porpoising

Photo by: Giorgio Piola

É interessante notar que há uma haste específica ajustável, graças à qual é possível controlar a altura do fundo ao asfalto em função das quicadas – o tal do porpoising. A Red Bull está lutando para reduzir peso, mas não hesita em introduzir soluções que permitem limitar o salto, mesmo que isso cause uma ‘engordadinha’. No final, a maior vantagem de desempenho.

As notícias da Red Bull, portanto, são muito mais importantes do que poderia ter parecido, demonstrando que a equipe de Milton Keynes parece se importar pouco com os limites do limite orçamentário. E, afinal, Andreas Seidl, diretor da equipe McLaren, admitiu que mesmo para a equipe de Woking será impossível respeitar as restrições. Estamos nos aproximando de um vale-tudo?

VÍDEO: Como explicar carro de Mick Schumacher partido ao meio em Mônaco?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #181 – O que novo carro da F1 tem de melhor e pior até agora?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 confirma renovação com Band até o fim de 2025 e anuncia "parceria estratégica" com Claro
Artigo anterior

F1 confirma renovação com Band até o fim de 2025 e anuncia "parceria estratégica" com Claro

Próximo artigo

F1: Jos Verstappen diz que frustração em Mônaco serviu de combustível para ‘dominação’ de Max em Baku

F1: Jos Verstappen diz que frustração em Mônaco serviu de combustível para ‘dominação’ de Max em Baku