Fórmula 1 GP da Espanha

F1: Red Bull pode estar escondendo o jogo com atualização para o GP da Espanha

Apesar da Red Bull querer minimizar atualização, mudança na entrada de ar do motor pode ter um impacto bem maior no desempenho do carro

Red Bull Racing RB20 technical detail

Red Bull Racing RB20 technical detail

Foto de: Giorgio Piola

As mudanças que a Red Bull introduziu no GP da Espanha de Fórmula 1 são maiores do que a equipe sugere. A equipe austríaca tem se esforçado para minimizar a extensão das modificações feitas em seu carro de Fórmula 1. Para esta corrida, a Red Bull trouxe uma atualização com o objetivo de aprimorar o resfriamento do motor — mas que pode trazer melhorias para a aerodinâmica.

Leia também:

De fato, após o primeiro dia de corrida em Barcelona na sexta-feira, o tri campeão Max Verstappen disse que os vários ajustes eram quase irrelevantes no grande esquema das coisas.

"Quero dizer, eles eram muito pequenos", explicou ele. "Não é nada, nada muito grande."

Essa foi uma postura que a equipe adotou em seus documentos oficiais de apresentação à FIA, pois observou que os ajustes feitos nas entradas dos sidepods foram concebidos apenas como um meio de neutralizar quaisquer "corridas potencialmente quentes na Europa".

A equipe continuou dizendo que suas simulações sugeriam que essas alterações permitiriam minimizar a necessidade de aumentar o número de aberturas das grelhas de saída.

Mas, embora o tamanho das entradas tenha sido de fato ajustado, os aerodinamicistas também trabalharam bastante para otimizar o formato da parte inferior e da linha de "cintura" da entrada de ar, o que, sem dúvida, resultará em mais desempenho.

Embora as alterações possam parecer sutis, é a mudança na geometria que permite que outros ajustes sejam feitos.

Em vez de ter um bordo de ataque que é simplesmente reto para cima ou para baixo, ele agora tem duas posições que produzem uma entrada mais ampla na parte superior e inferior. Mas, curiosamente, a seção central é, na verdade, mais estreita do que antes.

Isso resulta em uma curvatura mais profunda na seção superior do assoalho, o que abre mais espaço sob o sidepod e também permitiu que os projetistas elevassem a linha da cintura, o que, por sua vez, altera a forma como a carroceria do sidepod interage com o assoalho ao lado.

Red Bull Racing RB20 technical detail

Detalhe técnico do Red Bull Racing RB20

Foto de: Giorgio Piola

Também houve trabalho na parte traseira do carro, já que a equipe preparou um novo arranjo nas asas de viga (aquelas que ficam próximas ao escapamento) que exigiu alterações na parte inferior da placa final.

A equipe confirmou que essa região da placa final não estava na largura total permitida pelos regulamentos, com a área agora parecendo mais espalhada do que antes.

Isso permitiu que os projetistas colocassem a asa da viga no sentido para fora e aumentassem a extensão de cada elemento.

F1 PEGA FOGO: HAMILTON 1º, Max 5º na ESPANHA! BRIATORE na Alpine OFICIAL. Tudo de Barcelona

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

VERDADE OU MITO: Brasil-1991 é a MAIOR VITÓRIA de SENNA? Glórias de AYRTON em DEBATE | Podcast F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Sainz lidera o terceiro treino livre para o GP da Espanha à frente de Norris; Verstappen é 4º
Próximo artigo F1: Stroll e Leclerc levam 'puxão de orelha' por incidentes no TL3

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil