F1: Red Bull quer “acomodação” dos custos de corridas aos sábados

Christian Horner quer que categoria adeque limite de custos com novidade que pode gerar mais gastos

F1: Red Bull quer “acomodação” dos custos de corridas aos sábados

O chefe da Red Bull, Christian Horner, disse que as principais equipes de Fórmula 1, como a dele, não têm margem de manobra financeira para realizar as corridas curtas aos sábados este ano, a menos que o teto orçamentário seja mudado.

Os chefes da F1 querem testar um formato de classificação, com corridas sprint em três etapas nesta temporada para ver o impacto que isso tem no espetáculo e na experiência dos fãs na pista.

Leia também:

A ideia é que em Silverstone, Monza e Interlagos, a classificação ‘normal’ seja deslocada para a tarde de sexta-feira, com uma corrida de 100km no sábado decidindo o grid final para a corrida no domingo.

Embora muitos detalhes tenham sido acordados, um dos fatores finais que precisam ser classificados são as finanças dos planos.

Os chefes da F1 estão oferecendo um pagamento extra para cobrir custos potenciais, incluindo danos, mas as equipes que gastam muito querem até US$ 1 milhão a mais e um aumento no limite de gastos.

Essa ideia não tem apoio de todas as equipes, com algumas delas temendo que o aumento desse limite abra a porta para os times maiores usarem os ganhos extras para financiar ganhos de desempenho.

O CEO da F1, Stefano Domenicali, deve se encontrar com as equipes no sábado para discutir as propostas, mas Horner deixou claro que o dinheiro continua sendo uma consideração importante.

“Aceitamos esse dinheiro para isso, pelo que foi proposto”, disse Horner. “Então, efetivamente, é uma confiança das equipes com a FOM: ‘OK, apoiamos isso na esperança de que, se funcionar, gere receitas futuras e traga benefícios para o esporte nos próximos anos.”

“Mas, no momento, o custo/benefício em termos de receita em comparação com o custo de operar esses carros... se você dividir US$ 145 milhões por 23 eventos, poderá ver o que é necessário para operar um carro. E, claro, adicionar uma corrida curta, é apenas mais custo que vamos incorrer naturalmente no uso de peças.”

“Portanto, só tem que haver um subsídio razoável que leve isso em consideração, porque estamos buscando uma economia de £10.000, £20.000, £30.000 no momento para garantir que estamos atingindo o limite. De repente, ter uma variável como essa é algo que só precisa ser acomodado. Estamos ansiosos para apoiá-lo, mas é preciso haver uma acomodação (do custo extra)”.

A opinião de Horner foi apoiada pelo chefe da Mercedes, Toto Wolff, que diz que sua equipe teria de acabar perdendo funcionários se enfrentasse custos extras para realizar corridas de curta duração.

“Estamos realmente lutando para chegar abaixo do limite do orçamento”, explicou ele. “Portanto, gostaríamos muito de apoiar Stefano [Domenicali] e Ross [Brawn] com a ideia porque acho que vale a pena tentar.”

“Mas simplesmente não temos margem para fazer isso, e depois descobrimos que há meio milhão de libras a mais ou que precisamos encontrar dentro desse limite orçamentário, isso pode significar ter corte de pessoas novamente e não é isso que eu quero, afinal.”

O CEO da McLaren, Zak Brown, disse estar confiante de que poderia ser encontrado um acordo que ajudasse a cobrir os custos das equipes sem abrir a porta dos grandes gastadores para explorar um aumento do limite de custo.

“Isso vai custar mais dinheiro e pode custar muito mais dinheiro se houver danos por acidente”, disse ele. “Acho que há algumas propostas diferentes sobre a mesa. Precisamos apenas ter certeza de que abordamos esse problema específico e que não implementamos uma regra que crie uma oportunidade que comece a expandir o limite de orçamento com o qual todos concordamos. Portanto, estou confiante de que vamos descobrir isso.”

BASTIDORES: Como PIQUET foi pivô de SAIA-JUSTA entre BAND e GLOBO e os EFEITOS da 'treta' com NELSÃO

PODCAST: Batalhas entre Hamilton e Verstappen ditarão temporada 2021 da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Pérez tem que ajustar seu estilo de pilotagem para o carro da Red Bull

Artigo anterior

F1: Pérez tem que ajustar seu estilo de pilotagem para o carro da Red Bull

Próximo artigo

F1: Red Bull garante que não irá "queimar" Tsunoda

F1: Red Bull garante que não irá "queimar" Tsunoda
Carregar comentários