Conteúdo especial
Fórmula 1 GP dos Estados Unidos

Schumacher e cia: as outras desclassificações por causa das 'pranchas' dos carros na F1, para além de Hamilton e Leclerc nos EUA

Austin-2023 foi a quarta vez em que um resultado de corrida foi alterado por este motivo; relembre outros casos no Motorsport.com

WhatsApp Image 2023-10-23 at 18.17.58

Charles Leclerc e Lewis Hamilton foram desclassificados do GP dos Estados Unidos de Fórmula 1 - realizado neste fim de semana em Austin - por apresentarem irregularidades na prancha dos carros. A desqualificação dos pilotos da Mercedes e Ferrari aconteceu 22 anos depois da última vez em que o resultado de uma corrida foi alterado por esse motivo específico, conforme o Motorsport.com explica mais adiante.

Leia também:

De acordo com o regulamento técnico da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), as pranchas do assoalho só podem apresentar 1mm de desgaste ao longo dos três dias de evento, indo de 10mm para 9mm. A prancha foi aderida pela categoria após a morte do brasileiro tricampeão mundial Ayrton Senna, em 1994, com o intuito de trazer maior segurança ao pilotos.

E Austin-2023 não foi sequer um dos três primeiros casos em que, após verificação da FIA, um piloto teve seu carro considerado ilegal por conta do desgaste da prancha do assoalho. Em 1994, duas ocorrências do tipo foram registradas, a primeiro delas no GP da Bélgica daquele ano, com o alemão Michael Schumacher, a bordo da polêmica Beneton B194.

Michael Schumacher Benetton B194 Ford.

Photo by: Motorsport Images

Michael Schumacher Benetton B194 Ford.

Na tentativa de defesa, piloto e equipe tentaram convencer os comissários que, por conta de uma rodada de Schumacher, a prancha foi consideravelmente desgastada - o que não 'colou'.

Posteriormente, ainda em 1994, o francês Olivier Panis, que pilotava pela Ligier, foi desclassificado pela mesma infração, no GP de Portugal. Cerca de sete anos depois, na temporada de 2001, o italiano Jarno Trulli, da Jordan, perdeu a quarta colocação no GP dos Estados Unidos por esta razão. Entretanto, a escuderia recorreu e a posição foi retomada. 

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #253 – Desclassificação de Hamilton nos EUA 'salva pele' de Pérez na Red Bull?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: 2024 pode ser último ano de Stroll, reporta jornalista da categoria
Próximo artigo Prêmio milionário, grid invertido e mais: F1 debate mudanças para corridas sprint em 2024

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil