F1 - Ricciardo exalta briga entre McLaren e Ferrari em 2021: “história legal”

Mesmo com equipe italiana levando a melhor no Mundial de Construtores, australiano vê lado positivo em ter com quem brigar

F1 - Ricciardo exalta briga entre McLaren e Ferrari em 2021: “história legal”
Carregar reprodutor de áudio

Daniel Ricciardo crê que a luta de sua equipe com a Ferrari foi uma "história legal" para a Fórmula 1, já que os dois rivais tradicionais lutaram pelo terceiro lugar no campeonato de construtores de 2021.

A Ferrari ressurgiu em 2021 e desfrutou de uma temporada muito mais competitiva, depois de terminar em sexto lugar no ano anterior e desafiar a McLaren ao terceiro lugar, que a equipe de Woking conquistou em 2020.

Leia também:

Uma batalha acirrada entre os dois times fluiu durante a maior parte da temporada, até que a Scuderia abriu vantagem no terço final de 2021 para garantir o terceiro lugar.

Este provou ser um capítulo agradável em uma das rivalidades mais tradicionais da F1 ao longo de várias décadas. As lutas famosas da McLaren-Ferrari incluem duelos entre James Hunt e Niki Lauda nos anos 70, Ayrton Senna e Alain Prost em 1990 e mais recentemente batalhas entre Michael Schumacher e Mika Hakkinen, ou Lewis Hamilton contra Felipe Massa em 2008.

Ricciardo, que teve uma primeira temporada discreta com a McLaren, gostou da batalha de sua equipe com o time de Maranello e achou que foi "uma história legal" para a F1.

“É uma história legal, essas duas equipes tiveram alguns anos ruins e duas das maiores equipes de todos os tempos”, disse Ricciardo. "E agora elas estão voltando e estão lutando. Acho que essa é realmente a história que muitos fãs querem."

Carlos Sainz Jr., Ferrari SF21, Lando Norris, McLaren MCL35M, Charles Leclerc, Ferrari SF21

Carlos Sainz Jr., Ferrari SF21, Lando Norris, McLaren MCL35M, Charles Leclerc, Ferrari SF21

Photo by: Simon Galloway / Motorsport Images

Independentemente do resultado, Ricciardo apreciou que a briga de sua equipe com a Ferrari deu objetivos claros e concretos a serem perseguidos ao longo de 2021, já que Mercedes e Red Bull se mostraram fora do alcance dos dois gigantes.

"É sempre melhor quando você tem algo pelo que lutar", explicou o australiano. “Se estivermos nessa batalha solitária de terceiro e Red Bull e [Mercedes] estivessem muito na frente, a Ferrari estivesse muito atrás, acho que seria menos emocionante.”

"Eu gosto de ter um alvo e algo para perseguir, então isso tem sido bom. E com certeza nós focamos algumas de nossas coisas neles e obviamente tentando vencê-los, mas isso provavelmente é mais uma coisa de equipe.”

“Acho que para mim, pessoalmente, como piloto, uma vez que o capacete está colocado e as luzes se apagam no domingo, não importa a cor do carro, se você acha que pode vencê-los, tentará vencê-los.”

"Isso realmente não muda o ato ao volante, mas acho que, como a equipe tem esse objetivo e essa batalha, cria um pouco mais ... não quero dizer motivação, mas sim, há um alvo, então todo fim de semana você tem algo realmente para trabalhar e isso não permite que nenhum de nós fique acomodado."

Rico Penteado explica efeito solo dos carros da F1 em 2022

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #157 - Sucesso da F1 na Band e destaques de 2021: entrevista com editor Fred Sabino

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

 

compartilhar
comentários
F1: Alonso vê vantagem em ser o piloto mais velho do grid em 2022
Artigo anterior

F1: Alonso vê vantagem em ser o piloto mais velho do grid em 2022

Próximo artigo

F1 - Wolff atualiza ‘novela’ sobre Hamilton: "espero vê-lo na pista novamente"

F1 - Wolff atualiza ‘novela’ sobre Hamilton: "espero vê-lo na pista novamente"
Carregar comentários