F1 - Ricciardo relembra duelo com Alonso na Alemanha em 2014: "Ganhei respeito ali"

Australiano chegou a 200ª corridas na Fórmula 1 na Bélgica e foi questionado sobre momentos marcantes da carreira, quando recordou a batalha

F1 - Ricciardo relembra duelo com Alonso na Alemanha em 2014: "Ganhei respeito ali"

Daniel Ricciardo chegou a 200 corridas na Fórmula 1 no "Não-GP da Bélgica", que o fazem superar as 199 que Alain Prost disputou e entrar no top 20 dos pilotos com o maior número de participações da categoria. Quando questionado sobre um momento feliz na carreira, lembrou de um duelo com Fernando Alonso em 2014.

Na conferência de imprensa da última quinta-feira (26) em Spa-Francorchamps, perguntaram-lhe o que o número significava, mas ele respondeu que pensava que era algo que mais gente tinha conseguido.

Leia também:

"Estou apenas jogando com o pé da frente", disse o australiano da McLaren, referindo-se a um dos movimentos do críquete. "Outro dia me disseram que sou um dos 19 da história do esporte que chegou aos 200 GPs [na verdade é um dos 20]. Isso realmente me fez sentir que era mais significativo. Achei que era algo que mais pessoas haviam conseguido, então acho que me deixou um pouco mais orgulhoso."

"É empolgante. Obviamente é algo a que dediquei minha vida, então estar aqui 200 GPs depois e ainda amando, curtindo isso e, acima de tudo, sendo competitivo, é uma sensação muito boa."

Como costuma acontecer quando um número especial é atingido, surgiu a dúvida sobre qual é o seu momento favorito até agora, nas 199 corridas que disputou antes da etapa da Bélgica.

"Como dizem os mais óbvios, a primeira vitória é um dia que nunca esquecerei, 8 de junho de 2014", observou em referência ao GP do Canadá de 2014 em seu primeiro ano com a Red Bull. Aquela temporada acabou sendo um de seus melhores percursos na F1 (3º no mundial, como em 2016).

"Também há outros momentos ao longo do caminho, mesmo nas corridas que não acabaram em vitórias ou pódios. Por exemplo, lembro-me de 2014 na Alemanha, contra o Alonso, onde lutei com ele por algumas voltas com pneus mais velhos."

Ricciardo refere-se ao duelo que travou com o espanhol das volta 56 à 62, com várias ultrapassagens entre eles e uma batalha emocionante.

O primeiro grande ataque veio na volta 59, quando o bicampeão se lançou na Parabolika (Curva 5) do circuito de Hockenheim, mas o australiano permaneceu na frente por dentro. Na Curva 6, novamente a Ferrari parecia assumir a liderança, mas a Red Bull estava melhor posicionada para ficar à frente na Curva 8, antes de outro ataque na Onkokurve (Curva 13).

Foi o início de uma sucessão de batalhas até o momento final na volta 62, quando Alonso se atirou no gancho da Curva 6. Alguns metros depois, na 8 (Mercedes Arena) Daniel escorregou para dentro e havia outro duelo roda a roda, mas Alonso se manteve à frente para terminar a corrida em quinto.

"Senti naquele momento que só estava me atacando para deixá-lo ir e fazer a corrida dele, porque eu estava mesmo em outra, com pneus muito velhos, mas achei que seria bom lutar. Não sei se ele verá isso como um destaque da época, mas eu vi como um momento em que realmente ganhei respeito."

"Há momentos nesta longa caminhada que recordo especialmente, dos quais estou bastante feliz", concluiu o sempre sorridente piloto.

F1 2021: POLÊMICA em Spa, CRÍTICAS à F1, POLITICAGEM dos CARTOLAS e +; debate sobre a não-corrida

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

TELEMETRIA: Quem vai se dar bem na segunda metade da temporada de 2020 da F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Red Bull oferece Albon a Williams e Alfa Romeo para 2022

Artigo anterior

F1: Red Bull oferece Albon a Williams e Alfa Romeo para 2022

Próximo artigo

ANÁLISE: Sugerir que pilotos foram "medrosos" em Spa é preferir ignorância

ANÁLISE: Sugerir que pilotos foram "medrosos" em Spa é preferir ignorância
Carregar comentários