F1: Silverstone passa por modificações após acidente de Zhou e direção detona projeto de GP em Londres

Stuart Pringle questiona origem do financiamento do projeto nas docas da capital britânica

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18, leads as a crash involving George Russell, Mercedes W13, Zhou Guanyu, Alfa Romeo C42, Alex Albon, Williams FW44, Esteban Ocon, Alpine A522, and Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03, unfolds

A menos de três meses do GP da Grã-Bretanha de 2023, o circuito de Silverstone passou por modificações em resposta ao dramático acidente de Zhou Guanyu na largada da etapa de Fórmula 1 do ano passado.

Um contato que envolveu George Russell e Pierre Gasly nos metros iniciais da prova fizeram com que Zhou capotasse, voando pela pista de cabeça para baixo antes de passar pela caixa de brita, parando apenas na cerca de proteção, passando até pela barreira de pneus.

Leia também:

O carro de Zhou ficou preso entre a cerca e os pneus, com o chinês conseguindo sair sem maiores problemas graças ao santantônio, que recebeu o impacto da batida. Em resposta, a FIA cobrou resultados mais rígidos dos crash tests.

Além disso, houve mais mudanças no santantônio para este ano, reduzindo sua altura, e outras modificações estão previstas para 2024.

Enquanto isso, Silverstone modificou a área de escape da primeira curva, jogando a caixa de brita mais para dentro (aproximadamente 45 metros depois), substituindo por um trecho de asfalto. Stuart Pringle, diretor do circuito, falou ao Motorsport.com:

"Fizemos vários trabalhos nessas férias. Há um grande trecho de asfalto na ponta em vez da brita. Isso deve ajudar os pilotos, já que esse era o grande problema naquele lugar".

New asphalt run-off at Turn 1

New asphalt run-off at Turn 1

Photo by: Mick Walker

Direção de Silverstone detona planos de GP em Londres

Recentemente, foi divulgado um projeto de renovação da região das Docas (Docklands) de Londres, que incluiria a realização de um GP de F1 na região. Mas, para Pringle, é uma ideia que "não faz sentido".

Ao longo dos anos, já vimos vários projetos para a realização de um GP de F1 na capital inglesa, inclusive um liderado por Bernie Ecclestone incluindo os principais pontos turísticos da cidade no começo dos anos 2010.

Quando Silverstone assinou o contrato atual com a Liberty Media em 2019, o documento continha uma previsão de proteção do circuito caso um GP em Londres se concretizasse. Mas a proposta de Docklands vem sendo tratada com ceticismo, já que a LDN Collective e a DAR, responsáveis pelo projeto, sequer entraram em contato com a organização do campeonato.

Royal Docks grand prix CGI

Royal Docks grand prix CGI

Photo by: Uncredited

Pringles duvida que esse plano terá apoio financeiro suficiente, já que o conceito "não faz sentido".

"Parece outra especulação imobiliária que quer tirar o acordo que temos", disse Pringle sobre a proposta, que inclui arquibancadas flutuantes e um pitlane elevado no ExCeL Centre, onde é realizado o ePrix da Fórmula E.

"Quem está pagando por isso? Posso te dizer que custa muito dinheiro montar algo permanente. Então, quem está bancando isso? Ninguém parece saber a resposta disso. Não faz sentido".

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Hamilton deveria trocar Mercedes pela Ferrari, diz Jordan
Próximo artigo F1: Alonso entra 'na onda' de rumores sobre possível romance com Taylor Swift

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil