F1 - Verstappen: "As pessoas diziam que éramos loucos por trabalhar com a Honda"

Holandês rasgou elogios ao trabalho feito pela montadora japonesa desde o início da parceria com a Red Bull

Race winner and 2022 F1 World Drivers Champion Max Verstappen, Red Bull Racing

A história do retorno da Honda à Fórmula 1 esteve cheia de altos e baixos, culminando no final de 2021, quando atingiu seu objetivo de conquistar o título mundial com Max Verstappen e a Red Bull. Isso veio para apagar a má fama que ficou da montadora japonesa após o relacionamento complicado com a McLaren.

Entre 2015 e 2017, Fernando Alonso, Jenson Button e Stoffel Vandoorne se viram presos em carros que não passavam do pelotão do meio e que sofriam de graves problemas de confiabilidade, somando 36 abandonos em 60 GPs (apesar de que nem todos foram culpas do motor Honda).

Leia também:

Após a mudança de equipe, primeiro com a Toro Rosso antes da chegada da Red Bull, a Honda começou a escalar o pelotão, até obter sua primeira vitória com Verstappen no GP da Áustria de 2019.

Depois disso, abriu-se o caminho para os triunfos, até chegar ao ápice na principal categoria do automobilismo mundial. E mesmo que o motor em 2022 tenha o nome de Red Bull Powertrains, ele segue sendo um produto da Honda, inclusive manufaturado pela montadora no Japão.

Com o motor Honda, a Red Bull chegou a 29 triunfos na F1, além dos dois títulos de Verstappen e, por isso, o holandês quis expressar sua gratidão: "É incrível, não somente porque usamos esses motores, mas sim porque trabalhamos com eles por muitos anos".

"Fico feliz em ver onde chegamos juntos. No começo, a maioria das pessoas nos diziam que estávamos loucos quando começamos a trabalhar com a Honda, mas já é possível ver que o importante é nunca se dar por vencido".

Verstappen, que vem batendo recordes da F1, acredita que a temporada 2022 não poderia ter ido melhor: "Fomos muito competitivos no ano passado, mas neste somos ainda melhores".

"Por isso tenho orgulho de toda a equipe e de todos na Honda. O trabalho às vezes é muito difícil quando te criticam e há muita pressão ao redor, com pessoas que exigem muito. Mas acho que a Honda manteve a calma e soube o que fazer, afinal olha onde estamos".

Apesar de já ter assegurado dois títulos de pilotos com o holandês, a Red Bull ainda mira o título de construtores, que seria o primeiro desde 2013, quando conquistou o feito com Sebastian Vettel, Mark Webber e o motor Renault: "Esse é o nosso próximo objetivo. Darei tudo em mim para garantir que ganharemos isso também".

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast Motorsport.com #200 - F1 virá 'vidraça': é preciso um 'choque de realidade'?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Entenda o que a Red Bull precisa para conquistar título de Construtores nos Estados Unidos
Próximo artigo Fórmula 1 baterá um recorde no TL1 do GP dos Estados Unidos; entenda

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil