F1 - Verstappen defende manobra em Interlagos e espera não ser punido: "Foi uma disputa justa"

Mas holandês afirmou que, caso a punição venha, não será o fim do mundo

F1 - Verstappen defende manobra em Interlagos e espera não ser punido: "Foi uma disputa justa"
Carregar reprodutor de áudio

Nesta quinta, Max Verstappen defendeu a manobra defensiva que fez em cima de Lewis Hamilton no GP de São Paulo de Fórmula 1 do último domingo, afirmando que, se tivesse virado mais o volante, teria rodado.

O comportamento do piloto da Red Bull está sob os holofotes no Catar neste fim de semana, com a Mercedes pedindo à FIA um direito de revisão da decisão de não investigar o incidente da volta 48 em Interlagos. A audiência que determinará se o pedido da equipe alemã será acatado aconteceu na manhã desta quinta em Losail.

Leia também:

O pedido da Mercedes foi motivado pela publicação na terça-feira de imagens do onboard do carro de Verstappen, um material que a FIA não teve acesso durante a corrida antes de descartar a necessidade de investigação.

O vídeo mostra os eventos na Curva do Sol do ponto de vista de Verstappen, e apontam que talvez o holandês não tenha virado o volante o suficiente para bloquear a manobra de Hamilton por fora, antes de ambos irem parar fora da pista.

Questionado na coletiva pré-GP do Catar deste domingo se faria o mesmo tudo de novo, ele disse: "Sim. Sabe, como piloto, acho que sabemos exatamente o que podemos fazer ou não em um carro. Estamos lutando duro, freando tarde na curva, os pneus já estavam bem gastos. Se tivesse virado mais abruptamente para a esquerda, teria rodado".

"É por isso que somos pilotos. Tentamos controlar o carro".

Verstappen disse que não viu as imagens divulgadas, e que sua opinião disso ser apenas uma pilotagem agressiva não havia mudado.

"Não preciso olhar, porque eu estava pilotando o carro. Sei exatamente o que aconteceu. E como disse na última vez, considero isso como uma grande batalha, me diverti muito. No fim do dia, eles venceram a corrida de forma justa. Eles eram mais rápidos".

Verstappen acrescentou que não ficou surpreso com a decisão da Mercedes, em meio a uma intensidade crescente na luta pelo título.

"Acho que é normal quando temos duas equipes lutando em vez de uma com dois pilotos. Então eu tenho que focar apenas no que acontece na pista. O resto será lidado".

E enquanto há uma possibilidade de que a FIA volte atrás e considere que Verstappen tenha quebrado o regulamento, levando a uma punição, ele não está muito preocupado com as consequências.

"Nem penso nisso. E não seria o fim do mundo. Mas, novamente, não espero que isso aconteça, porque foi uma disputa agressiva e justa entre dois caras lutando pelo título. Não teria sido uma ultrapassagem fácil de modo algum, porque não é como sou e não acho que deva ser assim quando se luta pelo título".

F1 2021: O que a Red Bull PRECISA fazer no Catar? Hamilton FAVORITO? | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #146: Hamilton teve a maior exibição da carreira no Brasil?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: FIA fiscalizará limites de pista em cinco curvas no Catar
Artigo anterior

F1: FIA fiscalizará limites de pista em cinco curvas no Catar

Próximo artigo

F1: AlphaTauri elogia evolução constante e maturidade de Gasly

F1: AlphaTauri elogia evolução constante e maturidade de Gasly