Fórmula 1 GP de Las Vegas

F1 - Verstappen detona cerimônia de abertura 'estilo Jogos Vorazes' em Las Vegas: "Me senti um palhaço"

Holandês ainda criticou a forte ênfase em entretenimento ao longo do fim de semana e o próprio circuito na "cidade do pecado"

The drivers at the opening ceremony

Max Verstappen voltou a deixar clara sua insatisfação com os elementos de espetáculo ao redor do GP de Las Vegas de Fórmula 1, afirmando que se sentiu "como um palhaço" na cerimônia de abertura da última quarta-feira.

Junto com um show de drones e performances musicais, o evento incluiu uma parte na qual os pilotos emergiram de caixas gigantes na reta principal, sendo introduzidos o público presente. Nas redes sociais, os fãs compararam o momento com a saga "Jogos Vorazes". Veja abaixo algumas reações:

Leia também:
 
 
 
 

Verstappen, que também optou por não estar presente em um evento VIP no hotel Wynn, o qual o CEO Stefano Domenicali solicitou a presença de todos os pilotos, deixou claro que não está curtindo a experiência do fim de semana até aqui.

"Por mim, podia pular todas essas coisas", disse. "Não é sobre os cantores, é sobre ficar ali em pé, me senti como um palhaço".

Questionado sobre o quanto que o fim de semana em Las Vegas seria um show, ele respondeu: "99% show e 1% evento esportivo. Para ser honesto, não sou muito dessas coisas. Quero apenas focar no lado da performance das coisas. Não gosto dessas coisas ao redor. Eu sei que faz parte, mas não é do meu interesse".

Como resultado, Verstappen indicou que não está animado para o evento, o primeiro em Las Vegas desde o GP do Caesars Palace em 1982.

"Este final de semana? Não [estou animado]. Estou animado para tentar entregar o meu melhor, mas não para isso [o espetáculo]".

Max Verstappen, Red Bull Racing Sergio Perez, Red Bull Racing

Photo by: Simon Galloway / Motorsport Images

Max Verstappen, Red Bull Racing Sergio Perez, Red Bull Racing

Verstappen reconheceu que a Liberty Media está tentando de tudo para deixar um impacto com esse GP, e que "entende completamente" o desejo de maximizar o espetáculo.

"Dá para olhar isso de dois lados: dos negócios e o desportivo. Então eu entendo o lado deles também, mas estou apenas dando a minha opinião no lado da performance. Não somos investidores, apenas seguimos o fluxo. Eles que decidem o que fazer, certo?".

"Se eu fosse o dono, tentaria o mesmo, não ouviria os pilotos, é meu esporte, faria com ele o que eu quisesse".

Questionado se ao explicitar sua opinião ele poderia fazer diferença, o holandês minimizou essa possibilidade.

"Não é meu objetivo fazer uma grande diferença. Mas quando você me faz uma pergunta e eu tenho vontade de responder, vou dar uma resposta honesta. Se alguém realmente quiser seguir essa direção, de mais espetáculos ligados ao programa, acho que temos que lidar com isso".

"Mas, desde que tudo siga bem, é possível dizer que tudo está funcionando bem. Vamos ver por quanto tempo os fãs vão gostar disso. Eu apenas piloto onde tenho que pilotar. Ainda posso dar minha opinião sobre as coisas".

Max Verstappen, Red Bull Racing

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

Max Verstappen, Red Bull Racing

Questionado novamente sobre o valor de sua opinião para a F1 e a Liberty, Verstappen minimizou esse impacto potencial.

"Não sei. Eles ainda ganham a grana mesmo se eu curtir ou não, então não depende de mim. Mas sabe, também não vou ser falso. Sempre fui uma pessoa de expor minha opinião sobre as coisas, positivas e negativas".

"É como eu sou. E algumas pessoas mostram até mais. Não gosto nada disso. Eu cresci sempre olhando para o lado da performance e é como eu vejo as coisas até hoje. Então para mim, gosto de estar em Las Vegas, mas não para a corrida".

Verstappen também deixou claro que não está impressionado pelo layout do circuito: "Não é muito interessante. Não tem muitas curvas, para ser honesto. Não sei, vai depender também da aderência. Não parece ter muita, então vamos seguir com a onda".

A view of the track

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

A view of the track

"Não acho que seja emocionante, esse é o problema. Mas, naturalmente para mim, um circuito de rua não tem muito apelo, especialmente com esses novos carros. Eles são pesados demais. E quando não se tem aderência, não ajuda".

"Claro, será ótimo pilotar pela Strip, mas o layout não é o mais emocionante. Um carro de F1 é mais divertido em curvas de alta velocidade".

Parte da ASTON é VENDIDA, Verstappen DETONA GP em Vegas e CÁLCULOS de Pérez! Série da Brawn agita F1

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

 

Podcast #256 – Quais as chances do GP de Las Vegas se tornar um fiasco?

 


ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Hamilton sai em defesa dos moradores de Las Vegas: “Temos que respeitar os locais”
Próximo artigo Por segurança, F1 proíbe o uso de três cores na Esfera durante o GP de Las Vegas

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil