F1: Williams diz que não vai sacrificar carro de 2022 para ter ganhos em 2021

CEO da equipe britânica insistiu que prioridade é garantir que máquina da próxima temporada seja a melhor possível

F1: Williams diz que não vai sacrificar carro de 2022 para ter ganhos em 2021

Jost Capito disse que a Williams não comprometerá seu carro de Fórmula 1 de 2022 para ter ganhos com o modelo deste ano.

A equipe britânica espera subir na tabela do campeonato de construtores da F1 nesta temporada, com seus principais rivais sendo Haas e Alfa Romeo. Mas, embora queira se dar bem com a máquina de 2021, está ciente das oportunidades que surgirão com as novas regras de 2022.

Leia também:

O CEO da Williams insistiu que a prioridade é garantir que seu carro de 2022 seja o melhor possível, mesmo que isso signifique não dar tudo o que desejam para o monoposto atual.

"É uma temporada de transição de 2021 e estamos realmente focados no carro de 2022", disse Capito.

“Não vamos nos comprometer com o carro de 2022 por causa do carro de 2021."

"Não há muito mais que possamos fazer no carro de 21. Vamos lutar ao longo da temporada e vamos ir pra frente. Sabemos onde o carro está e, claro, faremos mais desenvolvimentos, mas o que pode ser feito sem comprometer a máquina de 2022. "

Jost Capito, CEO, Williams

Jost Capito, CEO, Williams

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

Embora tenha lutado para apenas terminar as últimas temporadas, a Williams acredita que a mudança dos regulamentos para o próximo ano oferece uma grande oportunidade para mudar o quadro competitivo.

Com os novos proprietários, Dorilton Capital, injetando dinheiro na operação, Capito espera uma transformação brusca nos resultados do time.

"Precisamos realmente de um passo significativo em 2022 com o novo regulamento e com um novo carro", explicou ele. 

"Então é isso que pretendemos."

“Isso significa que em 2021 ainda vamos lutar e queremos tirar o melhor proveito disso. Mas não estamos medindo o sucesso em pontos ou posições. Tentamos entender mais o carro."

"Claro que fazemos alguns ajustes menores quando sabemos que algo está errado, ou quando sabemos que podemos melhorar.""

"Claro, vamos fazer isso, mas não vamos sacrificar no carro de 2022", concluiu.

AMEAÇADA pela Red Bull, Mercedes se vê MAL 'como em 2013' e crê em rival FAVORITA para F1 2021; veja

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST – Quais são os pilotos mais carismáticos da F1, mas sem grandes resultados?

 

compartilhar
comentários
F1: Mercedes se vê como em 2013 e aponta Red Bull como favorita para 2021

Artigo anterior

F1: Mercedes se vê como em 2013 e aponta Red Bull como favorita para 2021

Próximo artigo

F1: Futuro da Red Bull 'sem' Honda cria "sentimentos mistos" na montadora

F1: Futuro da Red Bull 'sem' Honda cria "sentimentos mistos" na montadora
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Williams
Autor Jonathan Noble