F1: Wolff duvida que Bottas tenha ficado próximo de 'pedir a conta' após polêmica na Rússia em 2018

Para o chefe da Mercedes, Bottas é um competidor acima de tudo e, por isso, não acredita que ele tenha considerado seriamente a saída

F1: Wolff duvida que Bottas tenha ficado próximo de 'pedir a conta' após polêmica na Rússia em 2018

Entre as diversas histórias da Fórmula 1 contadas na terceira temporada de Drive to Survive, uma delas chamou a atenção, quando Valtteri Bottas revelou que ficou próximo de abandonar a categoria quando foi obrigado a deixar Lewis Hamilton passar no GP da Rússia de 2018. Mas apesar de entender a tristeza de seu piloto, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, duvida que Bottas tenha considerado a aposentadoria após o episódio.

O finlandês da Mercedes teve um episódio dedicado à ele na nova leva de episódios da série da Netflix, onde analisava sua condição de segundo piloto dentro de uma equipe 'dominada' por Hamilton nos últimos anos. E em meio à diversas declarações de Bottas e sua nudez, que deu o que falar nas redes sociais, ele fez revelações sobre o caso em Sochi.

Leia também:

"Aquilo foi complicado, foi duro aceitar. Eu estava muito irritado. Honestamente, comecei a me perguntar: por que eu faço isso? Eu até pensei em desistir, parar de vez. Depois da corrida, falei que não faria mais aquilo", disse Bottas.

Falando sobre o episódio durante o final de semana do GP do Bahrein, Wolff comentou sobre a declaração de Bottas e ainda comparou o piloto com seu antecessor na equipe, Nico Rosberg.

"Foi uma situação desastrosa para todos nós naquele momento, tendo que tomar aquela decisão", disse. "E acho que foi necessário porque tudo dependia de Sebastian [Vettel]. Valtteri segurou o peloão, com Lewis espremido entre eles".

"Se eu já odiei fazer aquilo, nem consigo imaginar como deve ter sido para ele. Muito pior. Mas Valtteri não é Nico [Rosberg], ele também trabalha de modo diferente. Certamente, ele tem em si o desejo de se aproximar de Lewis e batê-lo, mas de seu modo, que é diferente".

"Tudo depende de sua própria performance, suas expectativas, que é diferente de criar uma situação política. Mas essa era também uma das forças de Nico. É preciso admitir isso".

Mesmo compreendendo a posição que Bottas esteve após o caso do GP da Rússia, Wolff duvida que seu piloto tenha de fato ficado próximo de 'pedir a conta'.

"Não. Certamente ele ficou muito decepcionado e entendo isso. Mas não acho que ele tenha ficado próximo de uma aposentadoria, porque ele é um competidor antes de tudo. Mas, posso imaginar que, no calor da situação, alguém fique sem entender o mundo".

F1: Nova ORDEM de forças? Veja análise DETALHADA sobre como Mercedes pode PERDER briga para Red Bull

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Batalhas entre Hamilton e Verstappen ditarão temporada 2021 da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Marko diz que Verstappen foi "claramente prejudicado" por problema no diferencial no Bahrein
Artigo anterior

F1: Marko diz que Verstappen foi "claramente prejudicado" por problema no diferencial no Bahrein

Próximo artigo

F1: Leclerc diz que equipes rivais têm inveja da Ferrari

F1: Leclerc diz que equipes rivais têm inveja da Ferrari
Carregar comentários