F1: Wolff reafirma que teste com Grosjean na Mercedes vai acontecer

Chefe da equipe disse que teste com francês vai acontecer, apesar dos problemas de datas

F1: Wolff reafirma que teste com Grosjean na Mercedes vai acontecer
Carregar reprodutor de áudio

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse que não há dúvidas de que o teste de Fórmula 1 de Romain Grosjean com sua equipe será realizado, mesmo que os planos tenham sofrido atrasos.

Após o acidente de Grosjean no GP do Bahrein de 2020, a Mercedes ofereceu ao francês um teste como despedida da F1, pois não queria que sua última experiência em um carro fosse seu acidente.

Leia também:

O plano original era que o teste acontecesse no GP da França de 2021, mas as restrições de viagens e a quarentena impostas por causa da pandemia de coronavírus fizeram com que o evento tivesse que ser abandonado.

O reagendamento também não se mostrou especialmente fácil, com Grosjean agora comprometido em correr na Indy e a F1 tendo limites muito rígidos nos testes durante a temporada.

O teste parecia ter sido colocado em segundo plano, mas o interesse em torno dele ressurgiu recentemente quando Grosjean ofereceu um vislumbre do capacete que ele havia preparado especialmente para isso.

Depois de postar um vídeo no YouTube, revelando a coleção de equipamentos de corrida que ele tem em sua casa, ele tirou da prateleira o capacete do teste com a Mercedes que estava pronto.

“Todo mundo está perguntando sobre o teste da Mercedes”, disse ele ao revelar o capacete que contou com vários patrocinadores da Mercedes. “Bem, há o capacete. O teste ainda não aconteceu, mas temos um capacete pronto para isso...”

Questionado sobre o teste, Wolff afirmou que não havia esquecido, e deixou claro que seguiria em frente quando a equipe e o piloto concordassem em uma data.

“O teste vai acontecer com certeza”, disse Wolff. “Nós nos comprometemos com isso. Estamos vendo o que podemos fazer e o que ele pode fazer. Mas isso vai acontecer. Quando dou minha palavra, dou minha palavra.”

 

Falando no início deste ano, Grosjean disse que Wolff estava bem ciente de que o teste ainda estava para ser resolvido, pois eles trocaram mensagens após o final da temporada de F1 do ano passado.

“Enviei uma mensagem para Toto depois de Abu Dhabi”, disse Grosjean. “E ele respondeu. Ele começou 'Obrigado' e, em seguida, a última frase foi: 'Precisamos colocar você naquele carro este ano'.

“Houve algumas coisas no ano passado que não facilitaram. Este ano não posso ir ao GP da França porque corremos em Iowa no mesmo fim de semana.

"Mas definitivamente a Mercedes está interessada em fazê-lo, estou ansioso, mesmo que meu pescoço esteja morrendo porque perdi parte da musculatura lá. Você pode perguntar ao Pato [O'Ward] como foi [em um carro de F1].”

POLÍTICA da F1: Os OB$TÁCULO$ para PORSCHE/RED BULL e AUDI virarem REALIDADE em '26; veja BASTIDORES

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #173: Qual tamanho dos problemas de Verstappen e Red Bull?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

compartilhar
comentários
F1: Chefe da Ferrari diz que é muito cedo para ordens de equipe entre Leclerc e Sainz
Artigo anterior

F1: Chefe da Ferrari diz que é muito cedo para ordens de equipe entre Leclerc e Sainz

Próximo artigo

F1: McLaren reclama de ‘puxadinho’ e colaboração entre Ferrari e Haas

F1: McLaren reclama de ‘puxadinho’ e colaboração entre Ferrari e Haas