Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
52 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
59 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
73 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
87 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
101 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
108 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
122 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
136 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
143 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
157 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
164 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
178 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
192 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
220 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
227 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
241 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
248 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
262 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
276 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
283 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
297 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
311 dias

FIA quer discutir controvérsia do aro com equipes da F1

compartilhar
comentários
FIA quer discutir controvérsia do aro com equipes da F1
Por:
Traduzido por: Daniel Betting
23 de out de 2018 17:06

Equipes de Fórmula 1 agora parecem estar envolvidas em conversas com a FIA sobre a controvérsia dos aros das rodas, em meio ao recente foco em torno do que a Mercedes tem feito

Antes do GP dos Estados Unidos, a Ferrari pediu à FIA esclarecimentos sobre por que um conceito da Mercedes de furos nos aros das rodas não era considerado um dispositivo aerodinâmico móvel - uma vez que agia de forma semelhante a algo que a Red Bull havia sido proibida de fazer em 2012.

O Motorsport.com apurou que a FIA analisou exatamente o que a Mercedes estava fazendo com o aro da roda e os cubos, e descobriu que ela estava em total conformidade com os regulamentos.

Mas depois que a Ferrari deixou claro no GP dos Estados Unidos que não estava de acordo com a interpretação da FIA, a Mercedes decidiu modificar seus aros para evitar qualquer risco potencial de um protesto da rival.

Leia também:

Com a constante incerteza sobre o que as coisas estão fazendo agora, o diretor da F1, Charlie Whiting, sugeriu que talvez seja melhor adicionar o tópico à agenda do novo Grupo de Trabalho Técnico.

"Eu não acho que um esclarecimento seja necessário porque já fizemos isso, todos estão cientes do que sentimos", disse Whiting, quando perguntado pelo Motorsport.com sobre a última situação.

"Acho que ainda há uma diferença de opinião e isso provavelmente precisa ser resolvido no grupo de trabalho técnico".

Embora a questão dos aros das rodas da Mercedes tenha envolvido principalmente a equipe alemã e sua principal rival Ferrari até agora, outras equipes acreditam que a questão pode crescer em importância se nada for feito.

O diretor técnico da Renault F1, Nick Chester, disse que as equipes provavelmente estimularão ainda mais as ideias, devido às novas regras aerodinâmicas de 2019.

“Eu acho que haverá algumas interpretações interessantes para o próximo ano. É ainda mais importante com as regras de 2019, porque você está lutando para fazer com que a asa da frente ofereça tanto ar quanto você gostaria. Então, se você pode fazer mais na roda, isso se torna ainda mais importante".

Mercedes F1 AMG W09 rim tyre

Mercedes F1 AMG W09 rim tyre

Photo by: Giorgio Piola

Próximo artigo
Diretor de prova da F1 defende punição no grid a Vettel

Artigo anterior

Diretor de prova da F1 defende punição no grid a Vettel

Próximo artigo

Verstappen: Alvo com Honda é lutar pelo título em 2020

Verstappen: Alvo com Honda é lutar pelo título em 2020
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes Compre Agora
Autor Jonathan Noble