Fórmula 1
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
28 dias
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
42 dias
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
84 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
91 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
105 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
112 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
126 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
140 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
147 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
161 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
175 dias

Gasly: Temporada 2019 "não mudou meu relacionamento" com Red Bull

compartilhar
comentários
Gasly: Temporada 2019 "não mudou meu relacionamento" com Red Bull
Por:
28 de abr de 2020 11:47

Pierre Gasly sabe que deve à Red Bull por ter chegado na F1 e continua trabalhando para ter sua chance novamente.

Rebaixado pela Red Bull no verão passado, Pierre Gasly insiste na importância de transformar qualquer momento negativo em uma força para o futuro. Depois de seis meses particularmente complicados na equipe principal, foi isso que ele decidiu fazer quando se sentou na Toro Rosso, após perder a vaga para Alex Albon, até conquistar seu primeiro pódio na Fórmula 1 em um épico GP do Brasil.

Quando a equipe austríaca tomou a decisão de substituir o francês por Albon em agosto, houve muitos comentários, mas Gasly, embora não escondesse sua decepção, não focou no ressentimento.

Leia também:

Em particular, não prestou atenção ao que foi dito nas redes sociais. Porque, se a atitude abrupta da Red Bull foi criticada - embora não seja nova em termos de gerenciamento de pilotos -, Pierre Gasly também sabe o que deve à empresa, que continuou confiando nele.

"Acho que as pessoas julgam sem ter todas as informações", disse Gasly em entrevista à revista Racer. "Como piloto, não posso falar, há coisas que devem permanecer confidenciais. Às vezes as pessoas estão erradas, mas são as opiniões delas e, da minha parte, eu sei o que tenho que fazer e sempre tento me aperfeiçoar, procurar áreas em que possa progredir".

"Esta é a única coisa que tentei quando estava na Red Bull e não mudei de abordagem quando voltei para a Toro Rosso. Existem razões pelas quais funcionou lá e tivemos um bom final de temporada. Algumas dessas razões foram ditas, outras não, mas infelizmente as pessoas têm seu próprio julgamento e eu tenho que aceitá-los".

"Meu contrato é com a Red Bull e foi graças a eles que à F1. O que aconteceu durante esses seis meses não muda meu relacionamento e o que eles fizeram por mim. Haviam problemas, dificuldades, coisas que poderiam ter sido consertadas e, se tivéssemos que fazer tudo novamente, muitas coisas seriam diferentes".

"Ao mesmo tempo, ainda estou sob contrato com eles. conversamos sobre coisas que não deram certo, mas não cabe a mim ir à imprensa e dizer: 'Isso estava errado, isso foi um erro'".

"As pessoas esquecem facilmente o que você fez ..."

Pierre Gasly, AlphaTauri

Quando a temporada 2020 começar, será a terceira campanha completa de Gasly na F1. Agora ele vai defender as cores da "nova" AlphaTauri, mas os objetivos continuam os mesmos. E não esquece dos obstáculos enfrentados antes de chegar à categoria.

"Na minha vida, desde que era muito jovem, as pessoas me diziam: 'É impossível que você vá para a F1. Existem apenas 20 pilotos na F1, por que tentar?'. Eu sempre consegui transformar esses pensamentos e energia negativos em algo positivo, gerando, motivação e força de vontade. Sempre gero algo mais forte que essa energia negativa".

"Vi comentários, mas prefiro não focar nisso. Sempre me acostumei a viver com essas coisas. Quando você é atleta de alto nível, especialmente no mais alto nível do esporte, você sempre é julgado por tudo o que faz. As pessoas esquecem facilmente o que você fez pela equipe. e por que você está aqui, sempre julgam pelo desempenho mais recente ".

Relembre a dança das cadeiras da Red Bull ao longo dos anos

Galeria
Lista

Pierre Gasly estreou na Red Bull em 2019, após boa temporada com a Toro Rosso.

Pierre Gasly estreou na Red Bull em 2019, após boa temporada com a Toro Rosso.
1/29

Foto de: Sutton Motorsport Images

Campeão da GP2 em 2016, o francês ficou a meio ponto de conquistar a Super Fórmula em 2017. Naquele ano, estreou pela Toro Rosso, substituindo Daniil Kvyat no GP da Malásia.

Campeão da GP2 em 2016, o francês ficou a meio ponto de conquistar a Super Fórmula em 2017. Naquele ano, estreou pela Toro Rosso, substituindo Daniil Kvyat no GP da Malásia.
2/29

Depois de um bom 2018 com a Toro Rosso, Gasly foi promovido. Entretanto, o francês não convenceu na Red Bull e foi rebaixado para dar lugar a Alexander Albon a partir do GP da Bélgica. A troca é a última de uma histórica dança das cadeiras entre equipe principal e júnior na F1.

Depois de um bom 2018 com a Toro Rosso, Gasly foi promovido. Entretanto, o francês não convenceu na Red Bull e foi rebaixado para dar lugar a Alexander Albon a partir do GP da Bélgica. A troca é a última de uma histórica dança das cadeiras entre equipe principal e júnior na F1.
3/29

Foto de: XPB Images

A primeira 'troca' do grupo aconteceu antes mesmo da criação da Toro Rosso. Foi em 2005, na primeira temporada da Red Bull. Companheiro do escocês David Coulthard, o austríaco Christian Klien foi substituído pelo italiano Vitantonio Liuzzi em quatro GPs na metade do ano.

A primeira 'troca' do grupo aconteceu antes mesmo da criação da Toro Rosso. Foi em 2005, na primeira temporada da Red Bull. Companheiro do escocês David Coulthard, o austríaco Christian Klien foi substituído pelo italiano Vitantonio Liuzzi em quatro GPs na metade do ano.
4/29

Foto de: Red Bull Racing

Em 2006, na primeira temporada da Toro Rosso na F1, Liuzzi fez dupla com o norte-americano Scott Speed (direita). Na Red Bull, Coulthard seguiu tendo Klien como parceiro, mas o austríaco foi substituído pelo holandês Robert Doornbos a quatro provas do fim do ano.

Em 2006, na primeira temporada da Toro Rosso na F1, Liuzzi fez dupla com o norte-americano Scott Speed (direita). Na Red Bull, Coulthard seguiu tendo Klien como parceiro, mas o austríaco foi substituído pelo holandês Robert Doornbos a quatro provas do fim do ano.
5/29

Foto de: XPB Images

No ano seguinte, o australiano Mark Webber foi contratado para correr ao lado de Coulthard na Red Bull.

No ano seguinte, o australiano Mark Webber foi contratado para correr ao lado de Coulthard na Red Bull.
6/29

Foto de: XPB Images

2007 foi um ano cheio de mudanças na Toro Rosso. Speed deixou a equipe depois de um ano e meio, após discutir com o chefe da escuderia, Franz Tost, no GP da Europa.

2007 foi um ano cheio de mudanças na Toro Rosso. Speed deixou a equipe depois de um ano e meio, após discutir com o chefe da escuderia, Franz Tost, no GP da Europa.
7/29

Foto de: XPB Images

Com a saída de Speed, um jovem chamado Sebastian Vettel assumiu a vaga. A então promessa alemã havia estreado pontuando com a BMW nos Estados Unidos. Vettel disputou as últimas sete corridas de 2007 com a STR, chegando em quarto na China, enquanto Liuzzi foi o sexto.

Com a saída de Speed, um jovem chamado Sebastian Vettel assumiu a vaga. A então promessa alemã havia estreado pontuando com a BMW nos Estados Unidos. Vettel disputou as últimas sete corridas de 2007 com a STR, chegando em quarto na China, enquanto Liuzzi foi o sexto.
8/29

Foto de: XPB Images

Na temporada seguinte, Coulthard e Webber seguiram como pilotos titulares da Red Bull.

Na temporada seguinte, Coulthard e Webber seguiram como pilotos titulares da Red Bull.
9/29

Foto de: XPB Images

Liuzzi deu lugar ao francês Sebastien Bourdais na Toro Rosso em 2008. Já Vettel conquistou sua primeira vitória, e a única da equipe, ao triunfar no GP da Itália.

Liuzzi deu lugar ao francês Sebastien Bourdais na Toro Rosso em 2008. Já Vettel conquistou sua primeira vitória, e a única da equipe, ao triunfar no GP da Itália.
10/29

Foto de: XPB Images

Em 2009, Coulthard se aposentou e Vettel foi promovido.

Em 2009, Coulthard se aposentou e Vettel foi promovido.
11/29

Foto de: James Moy

Quem assumiu a vaga do alemão na Toro Rosso foi o suíço Sebastien Buemi, novo companheiro de Bourdais.

Quem assumiu a vaga do alemão na Toro Rosso foi o suíço Sebastien Buemi, novo companheiro de Bourdais.
12/29

Foto de: XPB Images

O francês, porém, não rendeu como o esperado e acabou substituído no meio da temporada. Quem assumiu foi o espanhol Jaime Alguersuari.

O francês, porém, não rendeu como o esperado e acabou substituído no meio da temporada. Quem assumiu foi o espanhol Jaime Alguersuari.
13/29

Foto de: XPB Images

Alguersuari e Buemi foram companheiros por duas temporadas e meia, entre os anos de 2009 e 2011.

Alguersuari e Buemi foram companheiros por duas temporadas e meia, entre os anos de 2009 e 2011.
14/29

Foto de: XPB Images

Para 2012, entretanto, a Toro Rosso dispensou a dupla. Os substitutos foram Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne. Buemi seguiu como piloto de testes na Red Bull e mais tarde rumaria para a Fórmula E, na qual tem um título. Alguersuari largou o automobilismo e hoje se dedica à carreira de DJ.

Para 2012, entretanto, a Toro Rosso dispensou a dupla. Os substitutos foram Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne. Buemi seguiu como piloto de testes na Red Bull e mais tarde rumaria para a Fórmula E, na qual tem um título. Alguersuari largou o automobilismo e hoje se dedica à carreira de DJ.
15/29

Foto de: XPB Images

Em 2014, Webber se aposentou e foi substituído por Ricciardo na Red Bull.

Em 2014, Webber se aposentou e foi substituído por Ricciardo na Red Bull.
16/29

Foto de: XPB Images

Com isso, Kvyat assumiu o posto de piloto da Toro Rosso ao lado de Vergne.

Com isso, Kvyat assumiu o posto de piloto da Toro Rosso ao lado de Vergne.
17/29

Foto de: XPB Images

Em 2015, Vettel foi para a Ferrari e foi substituído por Kvyat. Já Vergne foi dispensado e também foi para a F-E, na qual é o atual bicampeão.

Em 2015, Vettel foi para a Ferrari e foi substituído por Kvyat. Já Vergne foi dispensado e também foi para a F-E, na qual é o atual bicampeão.
18/29

Foto de: XPB Images

Com as saídas de Kvyat e Vergne, Max Verstappen e Carlos Sainz assumiram as vagas da Toro Rosso. Eles foram companheiros durante um ano e meio.

Com as saídas de Kvyat e Vergne, Max Verstappen e Carlos Sainz assumiram as vagas da Toro Rosso. Eles foram companheiros durante um ano e meio.
19/29

Foto de: XPB Images

Em maio de 2016, Verstappen foi promovido para a Red Bull e venceu logo em sua primeira corrida, na Espanha. Kvyat, em má fase, foi rebaixado para a Toro Rosso.

Em maio de 2016, Verstappen foi promovido para a Red Bull e venceu logo em sua primeira corrida, na Espanha. Kvyat, em má fase, foi rebaixado para a Toro Rosso.
20/29

Foto de: XPB Images

Em 2017, Ricciardo e Verstappen seguiram na Red Bull. Eles foram companheiros até o fim de 2018.

Em 2017, Ricciardo e Verstappen seguiram na Red Bull. Eles foram companheiros até o fim de 2018.
21/29

Kvyat conseguiu manter sua vaga na Toro Rosso em 2017, mas foi amplamente batido por Sainz. Gasly, então, assumiu a vaga do russo. Sainz se transferiu para a Renault antes do fim do ano, sendo substituído pelo neozelandês Brendon Hartley.

Kvyat conseguiu manter sua vaga na Toro Rosso em 2017, mas foi amplamente batido por Sainz. Gasly, então, assumiu a vaga do russo. Sainz se transferiu para a Renault antes do fim do ano, sendo substituído pelo neozelandês Brendon Hartley.
22/29

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

Hartley e Gasly se mantiveram na equipe em 2018. No fim do ano passado, porém, o anúncio da ida de Ricciardo para a Renault provocou novas mudanças.

Hartley e Gasly se mantiveram na equipe em 2018. No fim do ano passado, porém, o anúncio da ida de Ricciardo para a Renault provocou novas mudanças.
23/29

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Gasly foi o escolhido para a vaga do australiano, enquanto Hartley foi dispensado e foi para a Ferrari como piloto de simulador, antes de assinar pela Dragon na F-E e correr no WEC. Em seus lugares, a Toro Rosso contratou Albon e Kvyat, que recebeu nova chance na F1.

Gasly foi o escolhido para a vaga do australiano, enquanto Hartley foi dispensado e foi para a Ferrari como piloto de simulador, antes de assinar pela Dragon na F-E e correr no WEC. Em seus lugares, a Toro Rosso contratou Albon e Kvyat, que recebeu nova chance na F1.
24/29

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Na terceira passagem pela Toro Rosso, o russo conquistou o segundo pódio da história da equipe. Ele terminou em terceiro no GP da Alemanha. Não foi o suficiente, porém, para se credenciar a um retorno para a Red Bull.

Na terceira passagem pela Toro Rosso, o russo conquistou o segundo pódio da história da equipe. Ele terminou em terceiro no GP da Alemanha. Não foi o suficiente, porém, para se credenciar a um retorno para a Red Bull.
25/29

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

A contratação de Albon pela Toro Rosso também teve suas complicações. Ele tinha acabado de assinar com a Nissan na F-E, mas voltou atrás para aceitar a proposta da STR.

A contratação de Albon pela Toro Rosso também teve suas complicações. Ele tinha acabado de assinar com a Nissan na F-E, mas voltou atrás para aceitar a proposta da STR.
26/29

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

O novato tailandês tomou o posto de Gasly na Red Bull a partir do GP da Bélgica, ao passo que o francês retornou para sua ex-equipe após 12 provas fracas pelo time principal.

O novato tailandês tomou o posto de Gasly na Red Bull a partir do GP da Bélgica, ao passo que o francês retornou para sua ex-equipe após 12 provas fracas pelo time principal.
27/29

Foto de: Dom Romney / Motorsport Images

Para 2020, a Red Bull manteve suas duplas de pilotos da temporada passada: Max Verstappen e Alexander Albon continuam com a Red Bull...

Para 2020, a Red Bull manteve suas duplas de pilotos da temporada passada: Max Verstappen e Alexander Albon continuam com a Red Bull...
28/29

Foto de: John Toscano / Motorsport Images

... enquanto Pierre Gasly e Daniil Kvyat continuam como uma dupla, só que agora na AlphaTauri, novo nome da Toro Rosso.

... enquanto Pierre Gasly e Daniil Kvyat continuam como uma dupla, só que agora na AlphaTauri, novo nome da Toro Rosso.
29/29

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

VÍDEO: Os 5 pilotos da F1 que mereciam ter sido campeões e ficaram sem título

PODCAST Motorsport.com: Quais pilotos brasileiros não tiveram sorte na F1?

 

Próximo artigo
Há 46 anos, Lauda vencia a 1ª na F1; relembre os carros da lenda

Artigo anterior

Há 46 anos, Lauda vencia a 1ª na F1; relembre os carros da lenda

Próximo artigo

Piquet exalta Lauda, critica Briatore e Mansell e conta suas histórias na F1

Piquet exalta Lauda, critica Briatore e Mansell e conta suas histórias na F1
Carregar comentários