Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
59 dias
20 mai
Próximo evento em
73 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
87 dias
10 jun
Próximo evento em
94 dias
24 jun
Próximo evento em
108 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
115 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
129 dias
29 jul
Próximo evento em
143 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
171 dias
02 set
Próximo evento em
178 dias
09 set
Próximo evento em
185 dias
23 set
Próximo evento em
199 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
206 dias
07 out
Próximo evento em
213 dias
21 out
Próximo evento em
227 dias
28 out
Próximo evento em
234 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
270 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
279 dias

Grosjean: "É fácil seguir outro carro, mas muito difícil ultrapassar"

Piloto da Haas destaca novo regulamento aerodinâmico para a temporada 2019 da Fórmula 1, iniciada com o GP da Austrália deste domingo

compartilhar
comentários
Grosjean: "É fácil seguir outro carro, mas muito difícil ultrapassar"

Depois de abandonar o Grande Prêmio da Austrália após novo problema da Haas nos boxes, Romain Grosjean destacou outro assunto muito discutido na corrida: novas regras aerodinâmicas. Segundo o piloto francês, o regulamento da Fórmula 1 neste ano tornou a perseguição ao carro à frente mais "fácil", mas não facilitou a ultrapassagem.

"É fácil seguir outro carro, o que é bom. Mas os pneus ainda estão superaquecendo, então fica muito difícil ultrapassar. Só você notar quantas voltas levei para passar Giovinazzi. O pneu superaquece e é isso. Você perde o controle e não consegue se aproximar o suficiente. É bom na TV, mas o próximo passo é obter pneus mais robustos para melhorar as corridas", disse Grosjean, alfinetando a Pirelli.

Leia também:


A F1 promoveu mudanças no regulamento técnico, abrangendo asas dianteiras e traseiras simplificadas e restrições aos bargeboards e dutos de freio. O objetivo é aumentar as ultrapassagens neste ano. As novidades não tiveram apoio de todas as escuderias. Houve dúvidas quanto à eficácia das medidas. O chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner, chegou a dizer que se tratava de um “erro”.

Ao contrário de Horner, Grosjean não foi tão enfático. O piloto da Haas abandonou em virtude de um problema na roda dianteira esquerda, que não foi bem colocada no seu pit stop. No ano passado, o francês sofreu do mesmo mal quando rumava para um potencial quarto lugar em Melbourne.

"Déjà-vu. Segundo ano consecutivo, mesmo problema. Terceiro ano consecutivo abandonando aqui estando nos pontos. A Austrália não gosta de mim. Eu amo estar aqui, tivemos um bom fim de semana durante todo o fim de semana... mas, sim, vergonha. Não é o jeito que você quer começar, não é fácil de digerir, mas precisamos trabalhar todos juntos e garantir que isso não aconteça novamente", disse o companheiro de Kevin Magnussen, que ficou em sexto.

Romain Grosjean, Haas F1 and Kevin Magnussen, Haas F1

Romain Grosjean, Haas F1 and Kevin Magnussen, Haas F1

Photo by: Andy Hone / LAT Images

Piloto da casa, Ricciardo vai mudar abordagem para GP da Austrália de 2020

Artigo anterior

Piloto da casa, Ricciardo vai mudar abordagem para GP da Austrália de 2020

Próximo artigo

Por que você deveria ir para o Grande Prêmio da França em 2019

Por que você deveria ir para o Grande Prêmio da França em 2019
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Romain Grosjean
Equipes Haas F1 Team
Autor Valentin Khorounzhiy