Haas não culpa má sorte por problemas nas últimas corridas

Para Gunther Steiner, mesmo com problemas fora do alcance da equipe, qualquer atribuição ao azar soaria como desculpa

Haas não culpa má sorte por problemas nas últimas corridas
Guenther Steiner, Haas F1 Team Principal
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16 retired from the race
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-16 locks up under braking
The Pirelli tyre carcass of Esteban Gutierrez, Haas F1 Team at the start of the race
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16 with a puncture at the start of the race
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-16 crashed out of the race
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-16 crashed out of the race

Romain Grosjean e Esteban Gutierrez abandonaram o GP da Malásia, com o francês sofrendo problemas nos freios, enquanto que o mexicano perdeu uma roda durante a corrida.

Grosjean não conseguiu começar a prova anterior, em Cingapura, depois de sofrer um problema com o acelerador, em um fim de semana cheio de problemas.

Embora o chefe da Haas, Gunther Steiner, admita que alguns dos problemas que a equipe sofreu estavam fora de seu controle, o austríaco insistiu que o time só precisa de trabalhar mais para sair da difícil situação.

"É difícil dizer que não tivermos sorte, porque isso sempre soa como desculpa. Você faz sua própria sorte na vida, mas acho que há muitas coisas que aconteceram estão fora de nosso controle", disse Steiner.

"Nós podemos chamar de azar, mas ainda é nossa culpa."

"Apenas precisamos continuar a lidar com os problemas. Somos adultos, isso acontece o tempo todo. Você mostra o quão forte você é quando está no fundo do poço."

"Trabalhamos duro para encontrar nosso caminho. A única maneira de sair disso é continuar a trabalhar. Você pode dizer que é azarado, mas novamente, você faz sua própria sorte."

Problemas na Malásia

Grosjean sofreu a explosão de um disco de freio na oitava volta do GP da Malásia e Steiner disse que a equipe ainda não estava certa sobre a origem do problema.

"O disco falhou, um disco completo explodiu e não sabemos o motivo. Vimos nos dados alguma vibração antes, mas nada mais do que isso."

"É uma falha diferente da que tivemos com Esteban no Bahrein, que apenas quebrou."

"Não sabemos os motivos, por isso precisamos investigar."

Quando perguntado sobre a reação de Grosjean por outro abandono, Steiner brincou: "ele veio e me agradeceu."

"Está fora de nossas mãos, porque não fazemos os discos, por isso temos que ver o que realmente aconteceu. Precisamos dar ao fornecedor uma oportunidade justa para analisar isso."

compartilhar
comentários
Sainz detona Safety Car Virtual: "inútil"
Artigo anterior

Sainz detona Safety Car Virtual: "inútil"

Próximo artigo

Ricciardo: "1º semestre de 2015 foi um chute no orgulho”

Ricciardo: "1º semestre de 2015 foi um chute no orgulho”
Carregar comentários