Fórmula 1
29 ago
-
01 set
Evento encerrado
05 set
-
08 set
Evento encerrado
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
31 out
-
03 nov
Próximo evento em
11 dias
14 nov
-
17 nov
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
39 dias

Hamilton crê no potencial da Red Bull em Singapura e reclama de “sauna” no carro

compartilhar
comentários
Hamilton crê no potencial da Red Bull em Singapura e reclama de “sauna” no carro
Por:
20 de set de 2019 19:26

Piloto da Mercedes admite que fazia tempo que não se sentia tão bem no carro, como em Singapura, apesar do forte calor

A sexta-feira da F1 em Singapura confirmou que o circuito é mais adequado para a Mercedes do que os anteriores. Depois do primeiro treino livre liderado por Max Verstappen, Lewis Hamilton deu tudo que tinha no segundo treino para ter a volta mais rápida com os dois melhores compostos e nas long runs.

"Foi um bom dia. Está muito quente, é sempre um choque para o sistema quando você traz o carro para cá. É acidentado, é uma volta longa, e estar dentro do carro é como entrar na sauna. Mas foi um dia positivo, concluímos nosso plano e continuamos a melhorar o carro. Estou muito feliz", resumiu o inglês quando saiu do W10.

Leia também:

A volta de Hamilton no TL2, 1min38s773, que ninguém conseguiu superar, parecia chegar à perfeição, embora ele estivesse muito satisfeito com isso, o #44 alerta que ainda podem melhorar mais: "Fazia tempo que não me sentia tão bem no carro, fiquei muito feliz. Gostei da volta, acho que o asfalto melhorou e os pneus funcionam bem."

"Mas há algumas áreas em que podemos melhorar, o que é sempre bom. E nada é perfeito, então tenho que estudar as áreas que podemos melhorar no carro, mas também aquelas que eu posso melhorar, como freios."

Explicando mais o que está procurando em uma volta, ele disse: "Quero todas as peças que formam o quebra-cabeça perfeitas. Estou procurando aquela volta especial como a que tivemos no ano passado. Este foi um bom começo, mas será difícil juntar tudo no sábado. Acho que as Red Bulls parecem muito rápidas, então estamos enfrentando um desafio emocionante."

Depois dessa referência a Red Bull e Verstappen, ele foi perguntado se seus rivais estavam onde achava, e ele respondeu: "Não sei onde eles estão, acho que meus rapazes vão me dar um resumo mais preciso. Eu fui o mais rápido, mas eles estavam muito perto de nós. Não sei se eles tiveram uma boa volta ou não, veremos amanhã."

Confira como os pilotos sofrerão com as altas temperaturas em Singapura

Galeria
Lista

Enquanto que na Itália, as temperaturas flutuaram entre 17 e 21°C durante o fim de semana, em Singapura elas devem passar dos 31°C durante as atividades. A umidade deve estar em 80%.

Enquanto que na Itália, as temperaturas flutuaram entre 17 e 21°C durante o fim de semana, em Singapura elas devem passar dos 31°C durante as atividades. A umidade deve estar em 80%.
1/10

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Dentro do cockpit, a estimativa é de que a temperatura chegue a 60°C, se assemelhando a uma sauna.

Dentro do cockpit, a estimativa é de que a temperatura chegue a 60°C, se assemelhando a uma sauna.
2/10

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

Os pilotos usarão todos os artifícios para aliviar o calor, com coletes serpentinas, em que o corpo é envolvido por um circuito com água fria. Além disso, eles poderão usufruir de uma espécie de barril de gelo, permanecendo com boa parte do corpo submersa entre cinco e 20 minutos, dependendo do horário.

Os pilotos usarão todos os artifícios para aliviar o calor, com coletes serpentinas, em que o corpo é envolvido por um circuito com água fria. Além disso, eles poderão usufruir de uma espécie de barril de gelo, permanecendo com boa parte do corpo submersa entre cinco e 20 minutos, dependendo do horário.
3/10

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Está previsto que os pilotos percam em média três quilos de seu peso apenas pelo suor e o líquido que eles ingerem durante uma prova terá papel mais do que importante no evento.

Está previsto que os pilotos percam em média três quilos de seu peso apenas pelo suor e o líquido que eles ingerem durante uma prova terá papel mais do que importante no evento.
4/10

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

Os membros das equipes também terão que se cuidar. A Mercedes, por exemplo, pede que todos bebam entre três e cinco litros de água por dia.

Os membros das equipes também terão que se cuidar. A Mercedes, por exemplo, pede que todos bebam entre três e cinco litros de água por dia.
5/10

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

Marina Bay é o circuito com mais curvas do atual calendário da F1, com 14 para a esquerda e nove para a direita. Além disso, a maior reta tem apenas 800 metros, o que faz com que os pilotos não tenham trégua em nenhum momento do traçado.

Marina Bay é o circuito com mais curvas do atual calendário da F1, com 14 para a esquerda e nove para a direita. Além disso, a maior reta tem apenas 800 metros, o que faz com que os pilotos não tenham trégua em nenhum momento do traçado.
6/10

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Com 61 voltas previstas, o GP de Singapura é o que mais se aproxima do limite de duas horas impostas pela Fórmula 1. Quatro das 11 edições foram definidas por tempo e a edição mais “rápida” teve 1h51min de duração.

Com 61 voltas previstas, o GP de Singapura é o que mais se aproxima do limite de duas horas impostas pela Fórmula 1. Quatro das 11 edições foram definidas por tempo e a edição mais “rápida” teve 1h51min de duração.
7/10

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Com 23 curvas, os freios são acionados em média por 24 segundos em uma volta, ou 25%. Ao longo de uma corrida completa, a carga total do dispositivo será de 70 toneladas, o peso de um ônibus espacial da NASA.

Com 23 curvas, os freios são acionados em média por 24 segundos em uma volta, ou 25%. Ao longo de uma corrida completa, a carga total do dispositivo será de 70 toneladas, o peso de um ônibus espacial da NASA.
8/10

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

As mudanças de marcha também são intensas, mas dependem mais do estilo de cada piloto. Lewis Hamilton, vencedor da edição de 2018 trocou 3.100 vezes, contra 4.140 de seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas.

As mudanças de marcha também são intensas, mas dependem mais do estilo de cada piloto. Lewis Hamilton, vencedor da edição de 2018 trocou 3.100 vezes, contra 4.140 de seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas.
9/10

Foto de: Manuel Goria / Motorsport Images

Apesar da corrida noturna, os pilotos mantêm o fuso horário europeu, o que significa que muitos deles levantam às 13h, o almoço é servido às 19h e o jantar à 1h, com o competidor voltando a dormir às 5h.

Apesar da corrida noturna, os pilotos mantêm o fuso horário europeu, o que significa que muitos deles levantam às 13h, o almoço é servido às 19h e o jantar à 1h, com o competidor voltando a dormir às 5h.
10/10

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Próximo artigo
Acidente da F2 em Spa pode ajudar regras da F1 para 2020

Artigo anterior

Acidente da F2 em Spa pode ajudar regras da F1 para 2020

Próximo artigo

Leclerc coloca Ferrari no topo no terceiro treino livre em Singapura

Leclerc coloca Ferrari no topo no terceiro treino livre em Singapura
Carregar comentários