Hamilton destaca desafios de Mugello, mas exalta pista: "É uma experiência incrível"

compartilhar
comentários
Hamilton destaca desafios de Mugello, mas exalta pista: "É uma experiência incrível"
Por:
, NobleF1

Hexacampeão terminou o dia como o segundo mais rápido, a dois décimos de Bottas

Nesta sexta-feira, o grid da Fórmula 1 teve a primeira chance de conhecer o circuito de Mugello, que recebe o Mundial pela primeira vez. E para o hexacampeão Lewis Hamilton, o traçado italiano não deixa espaço para erros, com os trechos de alta velocidade e a falta de áreas de escape tornando o local um desafio "sério".

O piloto da Mercedes terminou a sexta atrás de Valtteri Bottas na classificação, mas reconheceu que ainda há janela para melhorar.

Leia também:

E enquanto os pilotos revelaram os principais desafios do traçado de alta, especialmente a dupla Arrabbiata, Hamilton disse que não há como fugir dos riscos de algo sair errado.

"Não há como brincar aqui", disse. "É uma pista muito, muito séria. É formada por curvas de alta e média, e você não reduz abaixo de terceira ou quarta. Então é rápida".

"Não há muito escape, principalmente nas Curvas 8 e 9. Eu estava olhando para os dados e, com a velocidade que temos, estou rezando para que esses pneus aguentem".

Hamilton disse que as duas Arrabbiata são similares à famosa Curva 8 da Turquia, com sua velocidade e o desafio de passar por ela sem problemas.

"Parece com a Turquia e aquela curva tripla para a esquerda. É incrivelmente rápida entre a 6, 7, 8 e a 9. É uma experiência incrível. Mas será difícil cuidar dos pneus nesse setor".

Hamilton disse que não conseguiu atingir o limite do carro, admitindo que sua pilotagem era o fator limitante, especialmente no primeiro setor.

"Estou tentando buscar o limite, mas acho que há setores como o último que eu já resolvi. E isso me deixa feliz. Ainda estou fraco nos dois primeiros, especialmente o Setor 1. Então há como melhorar ali. Max e Valtteri estão rápidos ali, então tenho muito a estudar hoje para ir melhor amanhã".

Bottas previu que a corrida será um grande desafio físico, especialmente se as altas temperaturas continuarem pela semana.

"É uma pista que demanda muito fisicamente e não duvido que veremos a realidade apenas na corrida, quando o cansaço aparecer. Será um domingo difícil para todos e eu estou pronto".

Todas as notícias sobre o GP da Toscana Ferrari 1000 da F1 você acompanha no site do Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises e confira nossos programas e vídeos!

SEXTA-LIVRE: Mercedes domina F1 em Mugello e Racing Point rebate Pérez após contratação de Vettel

Podcast #066: Vitória de Gasly prova que F1 é ambiente ‘onde os fracos não têm vez’?

 

Pr1meiro Stint: Williams, a queda do império

Artigo anterior

Pr1meiro Stint: Williams, a queda do império

Próximo artigo

F1: Pérez perde uma posição no grid por batida em Raikkonen

F1: Pérez perde uma posição no grid por batida em Raikkonen
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble