Hulkenberg acredita que impacto na mudança climática prejudicou a imagem da F1 na Alemanha

Piloto da Haas entende que percepção em relação ao prejudicial dos carros de passeio para natureza também se estende aos carros de corrida

Nico Hulkenberg, Equipe Haas F1

Nico Hulkenberg acredita que a negação em relação à contribuição do setor de carros de passeio para a mudança climática é um fator que contribui para o declínio do interesse da Alemanha pela Fórmula 1.

Leia também:

Apesar de a F1 estar desfrutando de um aumento de popularidade em todo o mundo, desencadeado por sua expansão nas mídias sociais e pela série Drive to Survive da Netflix, nem todos os países passaram pela mesma situação. 

Um lugar onde a popularidade da categoria estagnou foi a Alemanha. O país não sedia uma corrida de F1 desde o GP Eifel em Nurburgring em 2020, e seus pilotos campeões mundiais mais icônicos - Michael Schumacher, Sebastian VetteleNico Rosberg- não competem mais. 

A situação também não foi ajudada pela transição da televisão aberta para a TV por assinatura, o que limitou ainda mais o potencial de audiência. 

O piloto da Haas, Hulkenberg, que é o único piloto de F1 da Alemanha depois que Vettel se aposentou no final do ano passado, acredita que há uma série de fatores por trás da dificuldade em manter o público na Alemanha, incluindo preocupações ambientais. 

"A Alemanha sempre foi mimada nas corridas com Michael e depois com Sebastian e Rosberg", disse Hulkenberg. "Além disso, com a Mercedes, sempre tivemos uma presença muito forte na F1 durante os últimos 30 anos, pelo menos."

"Acho que também às vezes o esporte é mais popular e tem uma demanda maior e, naturalmente, às vezes ele diminui. Mas também acho que, na Alemanha, a percepção do setor automotivo em geral é que ele é responsável pela mudança climática e não é sustentável. E acho que isso se reflete no esporte motorizado."

F1 no longers races in Germany

A F1 não corre mais na Alemanha

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

"É por isso que acho que a percepção é que isso é ruim e de alguma forma que tem um impacto negativo nas corridas de F1 também." 

Apesar de o interesse alemão não estar muito alto no momento, a chegada iminente da equipe de trabalho da Audi em 2026 pode servir para despertar o entusiasmo na F1. 

Além disso, os proprietários da F1, a Liberty Media, também estão considerando planos para colocar o GP da Alemanha de volta no calendário - talvez com o evento sendo um dos que se alternam com outros locais. 

Falando em 2022 sobre o potencial de um retorno do GP da Alemanha, o CEO da F1, Stefano Domenicali, disse: "Nós realmente esperamos que a Alemanha possa voltar a ser cogitada."

"Mas uma coisa é dizer que gostaríamos de ter o GP [da Alemanha]. A outra coisa é colocar na mesa as coisas que são necessárias para discutir sobre o evento. Portanto, esperamos que em breve eles tenham uma situação diferente para discutir conosco." 

Hulkenberg disse que a presença de um GP da Alemanha teria pouco impacto em sua carreira e não está prevendo que isso aconteça tão cedo.

"Eu não seria contra, é claro, mas não faria diferença para mim", disse ele. "Não espero que isso aconteça. Mas não estou nos bastidores e não sei, talvez algumas pessoas estejam tentando mexer alguns pauzinhos."

Reportagem adicional de Filip Cleeren 

Qual a DIFERENÇA entre o domínio de Max com a Red Bull e pico de Hamilton/Mercedes? E a McLaren?

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #242 – O que a F1 2023 tem trazido de positivo, apesar da falta de vencedores diferentes?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Performances como a de Verstappen aparecem "uma vez a cada geração", diz Horner
Próximo artigo F1 - Fraude e adultério: Williams é processada em 100 milhões de dólares por ex-funcionária

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil