Fórmula 1 GP da Grã-Bretanha

F1: McLaren se sente injustiçada por dizerem que 'novo' MCL60 é uma cópia da Red Bull

Departamento de aerodinâmica do time de Woking está sendo liderado Peter Prodromou

Os carros de Lando Norris, da McLaren, do pole man Max Verstappen, da Red Bull Racing RB19, e de Oscar Piastri, da McLaren MCL60, no Parc Ferme após a classificação

A McLaren acredita que é injusto afirmar que seu grande avanço na Fórmula 1 é resultado de uma simples cópia da Red Bull.

A equipe baseada em Woking obteve ganhos impressionantes com seu MCL60 depois de lançar uma série de atualizações em seu carro desde o último fim de semana na Áustria.

Leia também:

A escala de seu progresso, que resultou em Lando Norris e Oscar Piastri garantindo o segundo e o terceiro lugares no grid do GP da Inglaterra, provocou alguns comentários sobre a semelhança de seu design com o RB19 da Red Bull.

Lewis Hamilton disse após a classificação: "Se você colocá-lo ao lado de um Red Bull, ele é muito, muito parecido nas laterais. Está funcionando. É ótimo".

Mas o diretor da equipe McLaren, Andrea Stella, diz que, embora o design adote alguns dos principais elementos filosóficos da Red Bull, seria injusto sugerir que se trata apenas de uma cópia direta.

"Toda equipe se inspira em qualquer outra equipe", disse Stella. "As equipes estão equipadas para tentar absorver o IP ao ver as fotos e os carros em exposição na sexta-feira. Portanto, você se inspira nos outros."

"Mas inspirar-se, ou mesmo olhar a foto, não significa copiar a geometria, instalá-la em suas execuções de CFD na simulação de computador ou no túnel de vento e então o carro se ilumina em termos de downforce."

"Normalmente, o que acontece é que ele [o desempenho] diminui, porque seu carro já está otimizado em relação ao que você fez até aquele momento."

Lando Norris, McLaren MCL60, Oscar Piastri, McLaren MCL60, into the pit lane

Lando Norris, McLaren MCL60, Oscar Piastri, McLaren MCL60, na entrada dos boxes

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Em vez de copiar diretamente os outros, Stella disse que o que as equipes precisavam fazer era aceitar os conceitos de esboço dos outros para, em seguida, descobrir como poderiam abrir caminhos de desenvolvimento para seu próprio carro.

"O elemento-chave é entender que alguns conceitos têm mais potencial, o que permitirá que você se desenvolva mais rapidamente e por mais tempo", acrescentou Stella.

"E é aqui que você precisa ter as pessoas certas no lugar certo. Eu gostaria de mencionar um nome aqui, Peter Prodromou, que está liderando o desenvolvimento aerodinâmico na McLaren. Ele está fazendo um trabalho excepcional em termos de definição da direção conceitual, mas também organizou e inspirou todo o grupo aerodinâmico."

Embora incidentes como a revelação do assoalho da Red Bull no GP de Mônaco tenham ajudado outras equipes a entender mais sobre o que a equipe de referência da F1 está fazendo, Stella diz que o mais importante é entender por que determinados designs foram criados dessa forma.

"Tenho certeza de que todas as equipes se inspiraram no carro da Red Bull, assim como se inspiram em todas as fotos que as equipes tiram de qualquer outro carro", acrescentou.

"Praticamente todas as equipes têm fotógrafos profissionais que aproveitam o máximo possível de oportunidades [para tirar fotos], e isso é inspiração. Eu prejudicaria nosso departamento de aerodinâmica se dissesse: 'Ah, sim, nós vimos isso e agora temos a solução'.

"Você vê e pensa que talvez possa fazer isso. Mas, depois, você precisa fazer seu próprio trabalho com sua própria iteração, caso contrário, não chegará a algo que realmente funcione."

Quem desbancaria Verstappen na Red Bull?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate caos dos limites de pista na Áustria: qual a solução?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Verstappen admite que vai correr o GP da Grã-Bretanha com lesão
Próximo artigo F1: Verstappen 'frita' Pérez e diz: "posso lutar sozinho nos construtores"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil