Mônaco afirma que etapas de F1 e F-E não estão ameaçadas por cancelamento

Automóvel Clube de Mônaco respondeu a rumores de que GP de F1 poderia ser cancelado por conta da pandemia

Mônaco afirma que etapas de F1 e F-E não estão ameaçadas por cancelamento

O Automóvel Clube de Mônaco (ACM), responsável pela organização dos eventos de esporte a motor no Principado, respondeu a especulações de que o GP de Fórmula 1, marcado para 23 de maio, seria cancelado, assim como em 2020. Segundo a entidade, não apenas o GP de F1 como também o ePrix de Fórmula E e o GP Histórico estão mantidos apesar das preocupações com a pandemia.

Mônaco não é o único GP da F1 que foi colocado na lista de risco. Além da etapa de Monte Carlo, Azerbaijão e Canadá também foram questionados nos últimos dias por serem provas realizadas em circuitos de rua com datas ainda no primeiro semestre.

Leia também:

Eventos em circuitos de rua ou espaços temporários com apoio governamental são vistos como mais vulneráveis a cancelamentos ou atrasos em comparação a provas em pistas permanentes, em parte devido ao tempo e recursos necessários para a preparação do espaço.

Assim como Mônaco, Baku é um circuito totalmente de rua, que depende de semanas de preparação com gastos consideráveis, enquanto Montreal é um circuito semi-permanente que depende de uma cerca carga de trabalho todos os anos.

Todos os organizadores aprenderam uma lição após o cancelamento do GP da Austrália em cima da hora em 2020 e todos os fãs tiveram seus ingressos reembolsados. A corrida desse ano em Melbourne já foi adiada de sua data tradicional para novembro.

A ACM planeja realizar seus três eventos tradicionais nas ruas do principado em 2021, em vez dos dois tradicionais. O eP de Fórmula E e o GP Histórico são realizados em anos alternados, mas com o GP de 2020 sendo cancelado, a organização optou por realizar os três nos próximos meses.

A ação deve começar em 23 de abril com o GP Histórico, então a construção da pista deve começar duas semanas mais cedo que o normal, com o trabalho começando no final de fevereiro.

Assim como outros países pelo mundo, Mônaco também está sujeito a restrições por conta da Covid-19, sendo necessário um teste negativo para entrar no principado, além de um toque de recolher às 19h. Porém, a ACM insiste que todos os eventos seguem com sua programação.

O clube postou no Twitter: "Apesar de rumores que circulam em sites e redes sociais, a ACM confirma que o GP de Mônaco será realizado em 23 de maio de 2021. A ACM também confirma o GP Histórico de Mônaco (23 a 25 de abril de 2021) e o ePrix de Mônaco (08 de maio de 2021)".

A organização da Fórmula 1 também negou que sejam iminentes qualquer mudanças ao calendário: "Divulgamos os detalhes do calendário revisado de 2021 e não temos outras mudanças. A sugestão de que as corridas de rua não serão realizadas é completamente errada".

Já na Fórmula E a situação é bastante diferente. A temporada 2021 deveria ter começado no último final de semana com uma rodada dupla em Santiago, mas o surgimento da variante britânica da Covid-19 levou a proibição de voos do Reino Unido para o Chile, o que forçou o adiamento da etapa.

Além do Chile, os ePs da Cidade do México e de Sanya, na China, também foram adiados. Até o momento, a categoria tem confirmada apenas a rodada dupla de abertura da temporada, em Diriyah, na Arábia Saudita, em 26 e 27 de fevereiro, sendo as primeiras provas noturnas da história do campeonato. Todas as outras etapas, incluindo o eP de Mônaco, segue como provisório.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Quais pilotos da F1 tiveram os maiores salários de 2020 e os que ganharam ‘mixaria’

PODCAST: Top-3: as corridas mais marcantes da história da F1 em nossas memórias

 

compartilhar
comentários
F1: Eddie Jordan classifica últimos dois anos de Vettel na Ferrari como “patéticos"
Artigo anterior

F1: Eddie Jordan classifica últimos dois anos de Vettel na Ferrari como “patéticos"

Próximo artigo

Vice-campeã da IMSA, Legge celebra mais oportunidades para mulheres no automobilismo: "Os tempos estão mudando"

Vice-campeã da IMSA, Legge celebra mais oportunidades para mulheres no automobilismo: "Os tempos estão mudando"
Carregar comentários