Pandemia ‘ajuda’ equipes e taxas de inscrição para temporada 2021 caem; entenda

Com número reduzido de provas, base para cálculo de taxas de equipes também fica menor para próximo campeonato

Pandemia ‘ajuda’ equipes e taxas de inscrição para temporada 2021 caem; entenda

O calendário reduzido de 2020 da Fórmula 1 significa que as equipes pagarão uma taxa de inscrição menor no próximo ano, com a Mercedes vendo sua conta ser reduzida em mais de US$ 1 milhão.

Um plano original para um calendário de 22 corridas teve que ser abandonado por causa da pandemia do novo coronavírus e, no final, o cronograma reformulado foi reduzido para 17 provas.

Leia também:

A oportunidade reduzida de marcar pontos significa que, com a taxa de inscrição baseada na classificação final, os custos de todos diminuíram.

Como parte da reestruturação das finanças da F1 em 2013 para ajudar a FIA a obter parte da receita do esporte, foi acordado que as equipes pagariam uma taxa de inscrição com base no número de pontos conquistados no campeonato da temporada anterior.

Os custos podem ser assustadores às vezes, a Mercedes no ano passado pagou a maior taxa de todos os tempos para correr em 2020 - incríveis US$ 5.490.812.

De acordo com a versão atual das regras, a FIA estabelece que cada equipe deva pagar uma taxa básica de US$ 556.509, que deve ser apresentada no momento da apresentação da inscrição.

Além disso, a equipe vencedora do campeonato mundial deve pagar US$ 6.677 a mais para cada ponto obtido durante o campeonato mundial de 2020.

Para cada outro competidor, o custo é de US$ 5.563 para cada ponto. Isso precisa ser pago este mês, assim que a contagem final de pontos chegar.

Enquanto a Mercedes terá novamente que pagar a maior taxa de todas as equipes depois de conquistar seu sétimo título mundial de F1, sua contagem de pontos menor significa um número também menor do que no ano passado.

A Mercedes conseguiu marcar ‘apenas’ 573 pontos este ano, em comparação com os 739 que de 2019.

Isso significa que sua taxa de inscrição caiu de US$ 5.490.812 dólares para US$ 4.382.430.

Mas a Mercedes não é a equipe que teve a maior redução nas taxas de inscrição neste ano, porque a campanha decepcionante da Ferrari pelo menos significou um grande corte em quanto ela deve pagar para entrar.

No ano passado, a equipe Maranello terminou em segundo lugar, atrás da Mercedes, com 504 pontos - e isso significou uma taxa de inscrição de US$ 3.360.261.

Este ano, terminar em sexto na classificação com apenas 131 pontos, significa que a conta de entrada da Ferrari foi reduzida para US$ 1.285.262.

A maior perdedora com a queda nas taxas de inscrição é a FIA, com seus ganhos cortados drasticamente por causa do calendário de 17 corridas.

Perder cinco corridas significa que a receita do órgão regulador caiu em pelo menos US$ 2.837.130.

Veja a lista completa das taxas de inscrição que as equipes devem pagar para 2021 e como elas se comparam ao ano anterior.

Taxas para 2021 

Equipe Pontos Taxa baseada em pontos Total 
Mercedes 573 $3,825,921 $4,382,430
Red Bull 319 $1,774,597 $2,331,106
McLaren 202 $1,123,726 $1,680,235
Racing Point 195 $1,084,785 $1,641,294
Renault 181 $1,006,903 $1,563,412
Ferrari 131 $728,753 $1,285,262
AlphaTauri 107 $595,241 $1,151,750
Alfa Romeo 8 $44,504 $601,013
Haas 3 $16,689 $573,198
Williams 0 $0 $556,509

2020

Equipe Pontos Taxa baseada em pontos Total
Mercedes 739 $4,934,303 $5,490,812
Ferrari 504 $2,803,752 $3,360,261
Red Bull 417 $2,319,771 $2,876,280
McLaren 145 $806,635 $1,363,144
Renault 91 $506,233 $1,062,742
Toro Rosso 85 $472,855 $1,029,364
Racing Point 73 $406,099 $962,608
Alfa Romeo 57 $317,091 $873,600
Haas 28 $155,764 $712,273
Williams 1 $5,563 $562,072

Lista de entradas de 2021

 

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Mercado da F1: Pérez já estaria com contrato feito para correr pela Red Bull em 2021; entenda o caso

 

 

compartilhar
comentários
F1: Grosjean precisa de cirurgia na mão por causa de queimaduras

Artigo anterior

F1: Grosjean precisa de cirurgia na mão por causa de queimaduras

Próximo artigo

Alonso: primeiro teste real com carro de 2020 reacendeu "espírito competitivo"

Alonso: primeiro teste real com carro de 2020 reacendeu "espírito competitivo"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble