F1: Idade de Alonso era fator determinante para Alpine não se comprometer a longo prazo com espanhol

Chefe da equipe mantinha incerteza sobre o possível declínio nas performances do bicampeão em decorrência dos seus mais de 40 anos

F1: Idade de Alonso era fator determinante para Alpine não se comprometer a longo prazo com espanhol
Carregar reprodutor de áudio

Fernando Alonso e Alpine trabalhavam na renovação por mais uma temporada na Fórmula 1 pela equipe francesa quando o piloto anunciou que estava de saída para Aston Martin em 2023 com um contrato de múltiplos anos, mesmo aos 41 anos, fator chave que estava impedido o time de Enstone de prolongar o vínculo com o espanhol por mais do que um ano.

Leia também:

O squad de Enstone estava à beira de um novo acordo com o bicampeão mundial antes do espanhol chocar a todos no início da semana anunciando que iria se juntar com a Aston Martin. Um dos fatores chave para a decisão de Alonso foi a oferta de um contrato com múltiplos anos - no qual se acredita ser de três anos, incluindo opções.

A Alpine, no entanto, só estava pronta a comprometer-se com um acordo de um mais um, pois queria alguma flexibilidade no caso de a velocidade de Alonso mostrar sinais de declínio. Enquanto Alonso, aos 41 anos, sentiu que tal preocupação era infundada, uma vez que diz ainda não mostrar sinais de declínio, a Alpine insiste que chega um momento em que as coisas se transformam. 

Refletindo sobre o que a Alpine estava pronta para oferecer a Alonso, o chefe de equipe Otmar Szafnauer disse que a idade não poderia deixar de ser levada em conta e por isso queria se proteger.

"É difícil prever o futuro", explicou Szafnauer. "Como eu sempre digo, se eu pudesse prever o futuro, eu não estaria aqui. Estaria em Vegas.

"Estávamos oferecendo um contrato de mais um ano e nós discutimos com Fernando [Alonso] o seguinte: Olha, se neste ponto no ano que vem você estiver performando no mesmo nível, com toda certeza, vamos levar você e isso poderia ter continuado.

"Mas, eu acho que ele queria mais certeza, independentemente da performance: eu quero ficar por mais tempo e eu penso que esse era o ponto crucial de um acordo de mais um ano ao aposto de dois ou três anos."

Otmar Szafnauer, Team Principal, Alpine F1, Pat Fry

Otmar Szafnauer, Team Principal, Alpine F1, Pat Fry

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Szafnauer alegou que mesmo os melhores pilotos como Michael Schumacher não estavam tão bons no fim da carreira em relação a quando começaram.

"Chega em um momento que algo fisiológico acontece com o piloto e você passa a não ter mais as mesmas habilidades que você tinha quando era um jovem", disse.

"Acho que isso aconteceu com Michael [Schumacher]. É justo dizer que Michael Schumacher aos 42 anos não era o mesmo piloto que era aos 32 ou 35 e isso acontece com outros esportistas também.

"Para os jogadores de críquete, que não é um esporte extremamente físico, é tudo sobre a coordenação da mão e os olhos, movendo o taco nos milímetros corretos para proteger [os tocos].

"Mas, depois dos 32, 33 ou 34 mesmo o melhor batedor do mundo não consegue mais fazer isso e é porque algo acontece com ele e acontece com pilotos também.

"Então, nós erámos a favor de: sim, se você continuar com rendimento em alto nível, com certeza vamos mantê-lo, mas vamos fazer isso um ano por vez, mas acho que ele queria uma duração maior."

Szafnauer também negou as sugestões de que Alonso não teria aceitado bem os planos de inclui-lo no programa LMDh da Alpine em um momento em que ele ainda sentia que tinha muito mais a oferecer à F1. Falando sobre esse projeto, Otmar disse: "Nós tivemos conversas com Fernando [Alonso] e com Laurent [Rossi, CEO da Alpine]. Quando você encerrar na F1, nós adoraríamos que continuasse com a família e fizesse outras corridas com a Alpine, então, não era realmente uma surpresa para Fernando porque ele concordou com isso e pensou que era uma boa ideia.

"A questão foi, bom, quando isso iria acontecer? Mas quando acontecesse, indo para Le Mans, ele estava absolutamente feliz em continuar por esse caminho."

VÍDEO EXCLUSIVO: DRUGOVICH admite que é “MUITO DIFÍCIL” entrar na F1 como piloto oficial e revela PARCERIA

Podcast #189 - Quem tem mais a perder com confusão contratual? Alpine, Piastri, McLaren ou F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Pai de Verstappen corneta erros nas decisões da Ferrari
Artigo anterior

F1: Pai de Verstappen corneta erros nas decisões da Ferrari

Próximo artigo

F1: Por que anúncio oficial entre Red Bull e Porsche foi adiado novamente?

F1: Por que anúncio oficial entre Red Bull e Porsche foi adiado novamente?