Ricciardo revela que evoluiu após chegada de Verstappen

Daniel Ricciardo admitiu que a entrada de Max Verstappen na Red Bull o forçou a elevar o nível de pilotagem e reconhece que superar a sensação da Fórmula 1 elevará o status dele dentro da categoria.

Ricciardo revela que evoluiu após chegada de Verstappen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo Red Bull Racing and Max Verstappen Red Bull Racing at Newton Food Centre
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing with Simon Rennie, Red Bull Racing Race Engineer on the grid
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing celebrates his second position on the podium
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12
Carregar reprodutor de áudio

Daniel Ricciardo ainda não venceu na temporada 2016 da Fórmula 1. Max Verstappen, companheiro de equipe do australiano desde o GP da Espanha deste ano, venceu justamente na estreia no time de Milton Keynes.

No entanto, Ricciardo tem obtido melhores resultados em relação a Verstappen nas últimas corridas e surgiu como a principal ameaça à Mercedes. O australiano acredita que as performances recentes têm sido impulsionadas pela pressão extra que a chegada do holandês impôs a ele.

"Creio que isso me fez dar um passo à frente em minha carreira, em minha pilotagem", disse Ricciardo ao Motorsport.com quando questionado sobre o impacto da chegada de Verstappen ao time austríaco.

"Sempre acreditei que estava no limite e pensei assim até a chegada de Max ao time, quando surgiu uma faísca que motivou uma mudança em mim. Eu vinha sendo melhor do que Dany (Kvyat) desde os testes até o GP da Rússia. Então Max chegou à equipe. Achava que pilotava no meu limite ali, mas parece que sempre há algo mais a buscar e sinto que demos isso um ao outro", afirmou.

"Max cresceu ainda mais e eu também, então é bom saber que temos algo mais dentro de nós mesmos. Penso que nós, sem sabermos que tínhamos tal capacidade, melhoramos", acrescentou.

Ricciardo relembrou, por fim, a oportunidade de ampliar o próprio cartaz ao superar Sebastian Vettel quando os dois dividiram na Red Bull - e, por isso, ele tem consciência do valor que pode obter ao bater Verstappen.

"Quando eu tinha Seb como companheiro, sabia que superá-lo - um tetracampeão do mundo - seria muito bom para a minha carreira. Posso fazer o mesmo contra Max, que está sob os holofotes no momento, e sei que isso só será benéfico para mim. Não tenho medo, estou empolgado com isso", completou.

compartilhar
comentários
Hamilton diz que encara "uma corrida por vez" em reta final
Artigo anterior

Hamilton diz que encara "uma corrida por vez" em reta final

Próximo artigo

Magnussen admite frustração com indefinição na Renault

Magnussen admite frustração com indefinição na Renault