Entrevista

F1 | "Se ele tem um caso, nós temos um caso", diz Wolff, chefe da Mercedes, sobre ação de Massa em busca do título de 2008

Empreitada jurídica do brasileiro por causa do escândalo de Singapura voltou aos holofotes nesta semana após entrevista de seu ex-engenheiro, Rob Smedley

Toto Wolff, Diretor de Equipe e CEO da Mercedes-AMG

Toto Wolff, Diretor de Equipe e CEO da Mercedes-AMG

Michael Potts / Motorsport Images

Nesta terça-feira, o britânico Rob Smedley, ex-engenheiro de Felipe Massa na Fórmula 1, disse ao The Race que o piloto tem todo o direito de judicializar o título da F1 2008, algo que o brasileiro já começou a fazer após fatos novos sobre o GP de Singapura daquele ano virem à tona por meio de declarações do ex-chefão da categoria, Bernie Ecclestone: o empresário admitiu que ele e Max Mosley, então presidente da FIA, sabiam do caso de Marina Bay antes da final do campeonato.

O editor recomenda:

Na decisão da temporada, Massa até venceu com a Ferrari em Interlagos, mas seu então rival Lewis Hamilton, britânico da McLaren, fez o suficiente para conquistar a taça de forma dramática, resultado que foi ratificado alguns dias depois pelo fato de a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e a própria F1 nada terem feito em relação ao esquema corrupto orquestrado pelo chefe da Renault, Flavio Briatore, a fim de beneficiar o espanhol Fernando Alonso em Singapura.

“Isso é algo que Felipe sente fortemente. Não é segredo que Felipe é muito meu amigo, como um irmão mais novo. Isso é algo sobre o qual ele tenha um sentimento forte e, quando fala do assunto, é muito persuasivo e convincente de que está fazendo pelo que sente ser justiça. Todo mundo deve ter o direito pessoal de ir atrás, dentro dos limites da legalidade, daquilo que acha justo. E é esse o caso com Felipe”, afirmou Rob, que 'perdeu' o título com Massa e hoje trabalha para a própria F1.

Felipe Massa, Ferrari and Lewis Hamilton, McLaren

Photo by: Sutton Images

Felipe Massa, Ferrari and Lewis Hamilton, McLaren

Mas o que o atual chefe de Hamilton, Toto Wolff, pensa sobre tudo isso? Por causa da polêmica final da F1 2021 em Abu Dhabi, quando Lewis foi 'batido' de forma controversa pelo holandês Max Verstappen, da Red Bull, na briga pela taça daquele ano, o 'cartola' sempre disse que observa atentamente o desfecho da ação de Massa quanto a 2008, como se esperasse um precedente para contestar 2021. E, ao Motorsport.com, o austríaco deu detalhes do que pensa do pleito de Felipe.

Falando à reportagem de forma exclusiva durante o último GP de São Paulo, em Interlagos, o CEO da Mercedes disse: "Para nós, é muito interessante observar o que está acontecendo e para onde isso vai. Não tenho certeza se ele 'tem um caso' [para vencer na justiça], mas, se tiver, nós temos...".

Questionado pelo Motorsport.com sobre se falou com Hamilton sobre o assunto, Wolff 'mandou a real' e foi provocativo ao comparar 2021 e 2008. "Não [falei com Lewis], pois acho que, em nossas mentes, de certo modo encontramos paz quanto a isso. Estamos olhando para frente, não para trás. E 2021 é uma situação diferente [de 2008] porque a coisa toda foi analisada e foi um erro humano. Juridicamente, você pode fazer disso o que você quiser, e aqui deixo aberto à interpretação...".

"De volta ao caso de Singapura, acho que tinha tanta coisa acontecendo naquela época que é difícil comentar. Mas eu gosto do Felipe, temos uma boa relação e sempre respeitei muito ele", seguiu Toto, que comanda as Flechas de Prata desde 2013 na elite global do esporte a motor.

"É um cara maravilhoso, um mega piloto de quem ouvi falar pela primeira vez quando ele ainda tinha 18 anos e as pessoas falavam daquele incrível garoto brasileiro que estava guiando demais. E tive ainda mais respeito por ele depois que ele voltou após o acidente (Hungria-2009)", finalizou.

As CONSEQUÊNCIAS do 'fico' de Norris: RED BULL vai atrás de QUEM agora que Lando ficará na McLaren?

Podcast #267 - Par ou ímpar: Renovados, quem você escolheria entre Norris e Leclerc?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Podcast #267 - Par ou ímpar: 'renovados' com suas equipes, quem você escolheria entre Norris e Leclerc?
Próximo artigo F1: Barcelona aposta em reforma de R$ 270 milhões para permanecer no calendário

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil